Oferta formativa 2017/2018

  • Clique para saber mais...

Webmaster

Webmaster

sexta, 03 fevereiro 2017 11:12

   Pelas 8 horas do dia 19 de janeiro de 2017, as turmas do 11ºC, 12º B e C, acompanhadas pelas professoras Aldina Nobre, Dores do Carmo, Isabel Pessoa, Isabel Várzeas e Josefa Reis, saíram da Escola Secundária de Carregal do Sal em direção à cidade de Madrid.

   A cidade de Salamanca também foi alvo de visita, aí o grupo aproveitou para visitar a Catedral e passear pelo centro histórico, nomeadamente a Praça Maior. Pela tarde, retomou-se a viagem rumo a Madrid, onde se pôde apreciar a beleza noturna do Palácio Real.

   No dia 20, sexta-feira, o grupo passeou pelo centro de Madrid. Visitou, pela manhã, o Estádio Santiago Bernabéu e a Estação de Atocha. O Museu do Prado, o Parque do Retiro, a Porta do Sol e a Praça Maior foram alvo de visita na parte da tarde.

    A visita à FITUR – Feira Internacional de Turismo – estava agendada para o último dia de visita. Os alunos puderam explorar alguns pavilhões desta exposição, pois o espaço era enorme e com muito para ver.

   Pelas 15 horas, foi iniciada a viagem de regresso, com uma breve paragem no Estádio Vicente Calderón. Chegado a Carregal do Sal, o grupo mostrou-se feliz e satisfeito com a viagem. Esta traduziu-se num momento de aprendizagem enriquecedora e de alargamento de horizontes, para os alunos, pelo que se pode considerar que foram alcançados os objetivos propostos para a atividade.

                                     Joana Alcântara, 12ºB

 Fotos: Professora Josefa Reis

Diário Gráfico: 12º B - Curso de Artes Visuais

quarta, 01 fevereiro 2017 12:26
Realizou-se do dia 10 ao dia 25 de janeiro, no Museu Municipal Manuel Soares de Albergaria, uma 
Exposição Coletiva de Fotografia, com os alunos  CEF – Operador De Fotografia.
quarta, 01 fevereiro 2017 11:54

Fiel aos princípios de uma Escola UNESCO, promovendo boas práticas em prol da formação integral dos nossos alunos, o Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal assinalou, no dia 27 de janeiro, o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto com um vasto conjunto de atividades.

A evocar esta efeméride, realizou-se, na biblioteca da Escola Sede, com o envolvimento de alunos do ensino secundário, uma Sessão de Abertura com um momento musical (violino e guitarra) protagonizado por alunas da Escola, Ana Rita Andrade e Francisca Ferreira, o visionamento do vídeo “Que a tua lembrança seja amor”, com o testemunho de Ovadia Baruch, judeu sobrevivente do holocausto, leitura expressiva de excertos de diários, de relatos de adolescentes sobreviventes, traduzidos da versão castelhana para português, com a colaboração da disciplina de Espanhol e de poemas. Contou, ainda, com uma exposição bibliográfica e símbolos judaicos.

No Museu Manuel Soares de Albergaria, foi inaugurada uma exposição de trabalhos dos alunos, orientados pela docente Josefa Reis, designada por “O Dia em que o Sol Morreu…Outro Olhar sobre as Estrelas”, em várias técnicas, desde a ilustração, da autoria do 12º ano de Artes Visuais, relativa ao conceito verbal de “O MEDO em tempo de GUERRA”, a trabalhos esculpidos pelos alunos do 9ºD, que apresentam réplicas de medalhas, trabalhos de colagem, nomeadamente a “Galeria dos Justos entre as Nações”, executados pelos alunos do 8º D, que conduzem o observador a interagir na ligação entre os conceitos verbais e visuais. Os alunos do 7º ano realizaram, também, através da colagem, uma viagem pela simbologia visual, retratada através do triângulo de várias cores, pois estes eram usados para identificar as minorias perseguidas – ciganos, eslavos, deficientes, opositores políticos, homossexuais e negros - levadas para os campos de concentração, tendo muitos deles aí perecido. Esta exposição estará patente no referido espaço até ao final do mês de fevereiro.

Na Escola Básica Aristides de Sousa Mendes, os alunos do 9º D, sob proposta da professora de História, organizaram-se em grupos e assinalaram a efeméride através da dinamização de um conjunto de atividades nas várias turmas da escola (desde o 4º ano do 1º Ciclo). Entre as atividades contaram-se a explicação do significado do dia, a dinâmica de grupo “Para teres direitos, encontra o par perfeito!”, a leitura de testemunhos de sobreviventes e um remate lúdico com palavras cruzadas.

Assim, numa perspetiva interdisciplinar,  com o contributo de diferentes saberes – História, Área de Integração, Filosofia e Artes – o Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal  quer continuar a projetar o estudo do Holocausto na comunidade educativa, educar os nossos alunos para a cidadania, para que a memória não se apague e episódios como este não se repitam. A atividade assinalou a importância de recordar um dos períodos mais negros da história da Europa e que não pode ser esquecido, pois comemorar é também querer compreender os processos históricos e sociais que tornaram possível esta irrupção do mal absoluto, para impedir que se repitam na atualidade.

 

Equipa UNESCO, com a colaboração da docente Sónia Mesquita 

quarta, 25 janeiro 2017 10:35

Encontra-se concluída a fase escolar do Parlamento dos Jovens do Ensino Básico.

Desta vez, apenas uma lista (A) se formou, na Escola Básica Aristides de Sousa Mendes, constituída por dez elementos, a qual elaborou três medidas sobre a Constituição de 1976, tema do corrente ano letivo.

A primeira semana de aulas do segundo período destinou-se à campanha eleitoral, seguindo-se-lhe o habitual dia de reflexão, após o qual se procedeu às eleições.

No dia 16 de janeiro decorreu a votação de uma forma bastante correta, no respeito pelo regulamento e, como seria de esperar, a vitória caberia à lista A com 65 votos e uma percentagem de 73%. Neste caso, apesar de a vitória ser certa, seria relevante reduzir ao mínimo a abstenção.

No dia 23 de janeiro realizou-se a sessão escolar na qual estiveram presentes os 10 deputados eleitos. Ao início da manhã, os candidatos à sessão distrital apresentaram os resultados, debateram as medidas e votaram, escolhendo os seus melhores representantes.

Assim, os deputados eleitos à sessão distrital foram a Ana Marta Ferreira, a Maria Sousa e a Alexandra Tomás (suplente) todas do 9º D. Para concorrer à mesa da sessão distrital foi eleita a Alexandra Pereira.

Ainda no dia 23 de janeiro, mas de tarde, realizou-se o habitual debate com um Deputado da República, desta vez, o Dr. José Rui Cruz que, após os cumprimentos do Sr. Diretor, Dr. Hermínio Marques, e de algumas palavras do Sr. Vice-Presidente da Câmara, Dr. José Batista, realizou uma breve apresentação seguida de debate com os alunos do Ensino Básico e do Ensino Secundário.

Mais uma vez se terão atingido os objetivos tendo os participantes, por certo, promovido as suas competências de debate, improviso e respeito pelos outros.

No Ensino Secundário foram eleitos à sessão distrital a Ana Andrade, a Sofia Cunha Marques e, como suplente, a Margarida Costa.

Encerrou-se, assim, mais um ano do Parlamento dos Jovens a nível escola. Deixamos aos eleitos, os melhores votos para a sessão distrital a 20 de fevereiro de 2017!

 

Helena Romão


 
terça, 24 janeiro 2017 11:03
Nos próximos dias 27 e 28 de janeiro, a Escola Secundária de Carregal do Sal recebe o II APPI Carregal do Sal Seminar, promovido pela Associação Portuguesa de Professores de Inglês. Este importante evento, destinado a docentes de Inglês, reúne, durante 2 dias, formadores/as de elevada qualidade, que irão  partilhar os seus saberes e experiência com os/as participantes, constituindo esta uma excelente oportunidade de aprendizagem e aprofundamento de conhecimentos.
 
As inscrições poderão ser efetuadas em: http://www.appi.pt/registration-open-2/
segunda, 23 janeiro 2017 16:25

Trabalhos realizados pelas crianças da educação pré-escolar e do 1.º CEB na feira da Pinha e do Pinhão em Carregal do Sal.

quarta, 18 janeiro 2017 10:10

 

No dia 11 de janeiro, o Núcleo da Escola Segura do Destacamento da GNR de Santa Comba Dão deslocou-se à Escola Secundária de Carregal do Sal para levar a cabo a sessão de sensibilização subordinada ao tema “Agir contra as dependências”. O público-alvo desta sessão foram os alunos com currículo específico individual que se mantiveram atentos e bastante interessados pelo tema apresentado pelo cabo Ricardo Sousa. Depois de ter sido bem explicado o significado da palavra “dependências”, os alunos foram alertados para os riscos e perigos das dependências dos telemóveis, jogos e, essencialmente, das redes sociais. Foi-lhes recomendado que não comuniquem com pessoas estranhas, que tenham cuidado com a criação do perfil nas redes sociais (não devem colocar a foto, a idade, a escola que frequentam, a morada, etc.). A password não deve ter, por exemplo, as iniciais do nome ou a data do nascimento, mas deve ser difícil de descobrir por outra pessoa. Isto porque, “Nada é seguro na Internet” referiu o cabo Ricardo Sousa. As conversas e o namoro via Skipe também representam perigo, devido às imagens que ficam gravadas. Seguidamente, foram retratados os malefícios das substâncias psicoativas. Os alunos foram informados de que o tabaco, o café e o álcool são substâncias legais que causam alteração do comportamento. Só a partir dos 18 anos de idade é que se pode comprar bebidas alcoólicas e tabaco. Posteriormente, falou-se dos malefícios das drogas ilícitas e do risco de dependência a partir do momento em que se experimentam. Os alunos ficaram a saber que “Não é legal fumar “ganzas”; (…) é crime quando alguém incita outra a “fumar” drogas; o abandono de seringas é crime, pois pode haver o risco de contágio de doenças infetocontagiosas.”

Por fim, em jeito de brincadeira, o cabo Ricardo Sousa desafiou os alunos a “soprarem ao balão”, o que foi bastante engraçado e, como era de esperar, não houve “multas”!

 

Carregal do Sal, 17 de janeiro de 2017

O Departamento de Educação Especial

quarta, 18 janeiro 2017 10:07

No dia 12 de janeiro, a escritora Alice Cardoso não faltou ao encontro  com as crianças da Educação Pré-escolar. A autora realizou duas sessões na Escola Básica Nuno Álvares e uma no Jardim de Infância Angelina de Sousa Mendes.

Alice Cardoso começou por explicar a forma como se apaixonou pelos livros e pela leitura.Seguidamente, apresentou a sua obra Alana e a lontra Lutra. No final de cada sessão, a escritora autografou os livros adquiridos pelas crianças.

Nas salas onde decorreram as sessões, foram expostos bonitos trabalhos realizados pelas crianças, a partir de obras desta autora.