Oferta formativa 2017/2018

  • Clique para saber mais...

Webmaster

Webmaster

quarta, 17 maio 2017 14:08

    O Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal promoveu no sábado, dia 22 de abril, um grandioso jantar camoniano, que teve lugar na Escola Básica de Carregal do Sal. Este evento, coordenado pela professora Carla Marques em colaboração com alguns professores de português, e com docentes de outras áreas disciplinares e ainda um conjunto de não docentes, foi o resultado de um projeto que envolveu investigação e produção de trabalhos em áreas curriculares distintas.

   Com o objetivo de conferir a este evento um cariz realista, a Escola Básica de Carregal do Sal foi transformada num “palácio”, tanto exterior como interiormente, por meio da criação de diversos espaços que pretenderam constituir uma mostra de diferentes ambientes palacianos, mobilados e decorados ao estilo da época.

    A nível artístico, exibiu-se uma coleção de pinturas do século XVI, tendo sido apresentadas reproduções de obras como os Painéis de São Vicente de Fora, do pintor português Nuno Gonçalves, São Pedro, do pintor renascentista Vasco Fernandes, e pinturas várias de D. Sebastião e de outras figuras da época. Foi também apresentada uma exposição com reproduções de pinturas de Camões, datadas desde o século XVII até ao XX. Os alunos do 12.º ano, do curso de Artes Visuais, apresentaram também reinterpretações artísticas das figuras de Camões e D. Sebastião para além de um conjunto de reproduções de joias das casas reais da época.

    Ao longo da noite, em duas salas magnificamente decoradas, recriando um ambiente palaciano, os participantes puderam assistir à peça “Camões, o Fado e a Escrita” (escrita por alunos), dramatizada por alunos do 12.º ano, com colaboração de uma aluna do 10.º ano. O espetáculo abordou aspetos da biografia camoniana, temas e poemas da lírica de Camões e momentos d’Os Lusíadas pertencentes sobretudo ao plano das reflexões do poeta. No decurso da representação foi servido um jantar concebido a partir das receitas de um frade do século XVI com a seguinte ementa: Entrada: pastéis lepaldados; Sopa: Galinha mourisca aromatizada com canela; Prato principal: Frango recheado e aromatizado com especiarias com arroz de vaca e salada portuguesa (com borragem e muitas outras verduras); Sobremesas: Arroz de leite, beilhós reais e queijada real. A refeição foi acompanhada pelos excelentes vinhos branco e tinto engarrafados para o evento pela Quinta do Ribeiro Santo.  A degustação quinhentista foi ainda acompanhada por música da época, magnificamente executada por alunos do Ensino Secundário do Conservatório de Música e Artes do Dão, orientados pelo professor Mário Cruz. A aluna Jacinta Albergaria presenteou os presentes com a sua magnífica voz, apresentando as árias de música antiga “Ah mio cor”, “Se tu m’ami” e “Caro mio ben”.

    Para completar esta ambiência renascentista, os participantes trajavam vestuário do século XVI, representando o rei, o clero, os fidalgos e as damas da corte. Os alunos, esses representavam quer a figura de Camões quer as suas amadas, desde a mulher petrarquista à Bárbara escrava, bem como o Rei D. Sebastião, as ninfas do Tejo e do Mondego, a deusa Tétis e outras personagens ligadas à vida do Poeta.

    Há dois anos teve lugar o jantar queirosiano, também ele memorável. Ganha a aposta, avançou-se, desta vez, para o jantar camoniano. E o sucesso é, uma vez mais, indiscutível. Que o digam os verdadeiros protagonistas, os alunos. Sabemos que a aprendizagem também acontece fora da sala de aula, de forma lúdica, embora com muito trabalho e dedicação. Mas foi notório o entusiasmo dos jovens, o seu envolvimento, a sua alegria. Acreditamos que são acontecimentos marcantes nas suas vidas, na sua formação e que nunca vão esquecer. Fica aqui um bem-haja a todos eles por tudo o que deram. E nós prometemos que vamos continuar.

Carla Marques e Augusto Mendes (professores)

 

 

Depoimentos de alunos participantes

– “O jantar camoniano constituiu uma experiência que corresponderá a um dos pontos altos da nossa passagem pelo secundário, sem qualquer margem para dúvida, sendo, então, uma oportunidade que nos permitiu voar além do contexto de uma sala de aula. Na luta pelo sucesso do evento para o qual, em coletivo, tanto nos esforçámos, apesar dos nervos, do receio e da característica ansiedade anterior aos momentos das atuações, pensamos ter, efetivamente, alcançado a meta, que pareceu chegar através das palmas e do rosto de satisfação dos convidados, no geral, durante e no final do jantar. Por fim, consideramos que são este género de iniciativas que nos singularizam comparativamente a outras escolas e que nos preparam, de forma mais abrangente, para o futuro, dado que desenvolvemos outro tipo de competências para as quais não é disponibilizado tempo nas aulas. É, realmente, gigante privilégio sermos alunos de uma professora que não nos restringe somente à arte do ensino e nos leva, também, para lá do horizonte, onde nos mostra um pedaço de mundo para descobrir, o que, neste caso, se traduziu em um momento que levaremos, decerto, para a vida. Portanto, obrigada a toda a comunidade escolar e, em especial, muito obrigada, professora Carla!”.

Alunos do 12.ºA – Cursos de Ciências e Tecnologia

– “O Jantar Camoniano foi um sucesso. Tudo esteve impecável, o espaço, o jantar, as encenações e o ambiente criado naquela noite, o que era expectável devido ao enorme empenho e dedicação da equipa liderada pela professora Carla Marques. As pessoas mergulharam no espírito camoniano, fazendo com que este jantar parecesse uma viagem no tempo:  os participantes vestiram à época, criaram um nome da época quinhentista, alteraram a voz, a postura, etc… É de louvar esta iniciativa extracurricular dada a situação atual. Estamos a entrar no 3º período, num momento em que todos já pensamos em exames e mais exames e a professora Carla Marques consegue, além de nos dar uma preparação inigualável para os exames e para a vida, proporcionar-nos experiências que nos enriquecem imenso e que vão ficar gravadas no coração de todos. Um obrigado é pouco, muito pouco, ao lado de tudo isto, ainda assim, muito obrigado do fundo do coração de todos os seus meninos!”.

Alunos do 12.ºB – Curso de Ciências Sócioeconómicas

– “O jantar camoniano… uma oportunidade que nos foi proporcionada para que pudéssemos mergulhar na maravilhosa literatura portuguesa que muita gente desconhece. Os alunos de Artes consideram que foi uma oportunidade de mostrar que as Artes têm valor e que são estas que tornam a nossa vida mais profunda e colorida! Por isso não prossigam na ignorância. Estimem as artes!”.

Alunos do 12.ºB – Curso de Artes Visuais

 

Agradecimentos

Na qualidade de coordenadora do Jantar Camoniano, venho, por este meio, expressar publicamente a minha gratidão a todos os que, de alguma forma, colaboraram para o sucesso do evento, destacando, em particular:

Manuela Soares

Augusto Mendes

Carlos Pina

Reis Pereira

Josefa Reis

Vasco Ferreira

António José dos Santos

Zeca e equipa de cozinheiras

Isabel Várzeas e alunos do Curso de Fotografia

Ricardo Seabra

Ana Campos

Abílio Andrade

Mário Cruz e alunos do CMAD

Funcionários envolvidos no projeto

Jorge Magalhães

Jani Amaral

Paula Cruz

Sofia Matias

João Melo

António Queirós

Rui Pereira

 

E os patrocinadores:

Euroralex

Quinta do Ribeiro Santo

Móveis Monteiro e Retroage

SIAF (Mangualde)

Câmara Municipal de Carregal do Sal

Carlos Rolo

António Albuquerque Mendes

NACO

 

Carla Marques

quarta, 17 maio 2017 13:58

No âmbito das disciplinas de Educação Física, Turismo e Técnicas de Gestão, Técnicas de Acolhimento e Animação e de CP Venda, realizou-se uma visita de estudo ao Montebelo Aguieira Lake Resort & Spa, em Mortágua, no início do 3º período, com os alunos do 11ºC - Curso Profissional de Turismo Ambiental e Rural / Gestão de Equipamentos e do 12ºC - Curso Profissional de Técnico de Restauração / Técnico de Comércio.

No espaço da Marina foram praticadas atividades de Canoagem e de iniciação ao Paddle. Os alunos fizeram um trajeto em águas calmas, conheceram o material técnico específico e ficaram a par das normas de segurança.

No Resort, os alunos contactaram com a realidade empresarial, puderam visitar as instalações, adquirindo conhecimentos sobre actividades e serviços turísticos pautados pela qualidade, presenciando, entre outras, técnicas de venda.

segunda, 15 maio 2017 15:19

No âmbito da disciplina de Inglês foram realizadas atividades de desenvolvimento através da leitura de pequenos contos adequados à faixa etária dos/as alunos/as. No final da leitura da obra Maisie and the Dolphin foram elaborados trabalhos alusivos à história. Este é a quarta obra abordada desde o início do ano letivo, tendo já sido lidos e objeto de análise as adaptações de Gulliver in Lilliput, de Jonathan Swift, Peter Pan, de James Barrie, e The Picture, de Barbara Chatwin.

segunda, 15 maio 2017 13:42

No âmbito da disciplina de Educação Musical e Musicoterapia, os alunos com Currículo Específico Individual, das turmas 9ºB, 9ºC, 10ºB, 11ºC e 12ºA da Escola Secundária de Carregal do Sal, criaram um RAP. Nele falaram das suas vivências na escola, usando a música como meio para se poderem expressar. O seu trabalho foi divulgado junto da comunidade educativa no decorrer da Feira do Livro da Escola Secundária de Carregal do Sal.

sexta, 28 abril 2017 10:35
quinta, 20 abril 2017 13:21

Período de matrículas do 1º ano do 1º ciclo de Ensino Básico e Educação Pré-escolar.


Educação Pré-Escolar 

 1º Ano do 1.º ciclo do Ensino Básico

segunda, 10 abril 2017 13:58
No âmbito do centro de documentação American Corner, recentemente criado na biblioteca da escola sede do Agrupamento, no seguimento da doação pela Embaixada dos Estados Unidos da América de um conjunto considerável de obras sobre os mais diversos temas da vida política, cultural, económica e social norte americana, a turma 8.ºA, responsável pela dinamização deste centro, aproveitou o acervo existente para a realização de uma exposição de recursos ilustrativa do tema “Activism” com obras sobre direitos humanos, igualdade de género, racismo, valores democráticos, entre outros.
A turma começou, igualmente, a elaborar esboços conducentes à criação do logótipo deste espaço e encontra-se a realizar um catálogo de divulgação dos recursos existentes através do preenchimento de pequenas fichas intituladas “A Must Read Book!”, que serão posteriormente dadas a conhecer aos/às colegas da turma e à comunidade escolar, através de pequenas exposições temáticas.
quarta, 05 abril 2017 13:47

                No dia 3 do corrente mês, Cabanas de Viriato (Carregal do Sal) recebeu, com entusiasmo, a visita Sr. Presidente da República com a nobre intenção de condecorar, a título póstumo, Aristides de Sousa Mendes na data em que se evocaram os 63 anos da sua morte.

                A cerimónia teve lugar em Cabanas de Viriato, às 11h00, na Casa do Passal, com a entrega da medalha a Gérard Sousa Mendes (neto de Aristides), seguida dos discursos e das assinaturas protocolares.

  A receção contou com a atuação da Banda Filarmónica de Cabanas de Viriato e com a performance de muitos dos nossos alunos.

                O evento contou ainda com a presença espontânea e informal da Associação “Ar Evento” (de Paranhos no Porto). A Associação Cultural Ar Evento é uma associação sem fins lucrativos, sediada no Porto desde 2001, com enfoque nas áreas da arte contemporânea, pedagogia e educação, eventos culturais, lúdicos e turísticos.

                Esta associação esteve presente na receção presidencial com os seus papagaios de paz e com um dragão de comprimento considerável que foi sustentado pelos alunos da EBASM, com notável paciência e civismo, desde os mais pequeninos aos do 9º, passando por 7º e 8º anos e com o apoio das Professoras responsáveis pelo Projeto UNESCO “Dever de Memória: Turismo Sustentável”.

                O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa inaugurou, também em Cabanas de Viriato, as instalações do novo lar para idosos “Unidade Residencial Aristides de Sousa Mendes” e da creche “Jardim dos Pequeninos” pertencentes ao Centro Social Professora Elisa Barros Silva.

                Após descerrar a placa que assinalou a data, acompanhado pela utente mais idosa do lar e pela criança mais nova da creche, o Presidente da República encontrou-se com uma família de refugiados sírios acolhidos nesta IPSS, assinou o Livro de Honra e visitou asinstalações.

                Seguiu-se um almoço, oferecido pelo Presidente da Câmara de Carregal do Sal, Rogério Abrantes, com os utentes do lar e demais população, no Centro Social Professora Elisa de Barros. A tenda estava engalanada com papagaios de papel – símbolo de liberdade e de paz – realizados pelos alunos de várias escolas, entre as quais o nosso agrupamento, aquando dos 60 anos da morte de Aristides de Sousa Mendes, que ornamentaram uma exposição no metro do Marquês, em Lisboa, tendo sido cedidos pela organização do evento para esta ocasião. Transportados pela colega Graça Nunes, de Lisboa, ficarão à guarda da Equipa UNESCO e alguns irão decorar a creche. No almoço, o Presidente da República foi presenteado com uma tela a óleo denominada “A VIDA na tua MÃO “, obra da Professora e artista plástica Josefa Reis, membro ativo do Projeto UNESCO, bem como o certificado de presença em formato de passaporte (elemento criado no âmbito do projeto, também da sua autoria) e ainda uma caixa de sabonetes artesanais e outra com estojo de barba, as quais dão rosto ao projeto e são resultado de uma parceria com a empresa AMOR LUSO, de Viseu.  

               Por último, mas não menos importante, o Centro Cultural de Carregal do Sal, cheio de convidados, assistiu à ante-estreia da peça “Aristides – O Musical” baseado na vida do Cônsul.

               Como sempre os alunos do Contracanto (António e Sandra Leal) excederam-se e foi magnífica a prestação de Manuela Maria, a clarividente avó judia, assim como do restante elenco: Ruben Madureira (no papel de Aristides), José Lobo (Salazar), Hugo Batista (Seabra), Joana Leal (Angelina), Carlos Martins (rabi) e Sissi Martins (Andrée Cibial).

 

A Equipa UNESCO

quarta, 05 abril 2017 13:36
No âmbito da disciplina de Inglês, as turmas 7.ºE e 8.ºD, da Escola Básica Aristides de Sousa Mendes, criaram histórias em grupo, tendo por base imagens escolhidas aleatoriamente pelos/as alunos/as. Esta metodologia de trabalho permite estimular a criatividade dos/as alunos/as e desenvolver a produção textual em inglês. Os trabalhos encontram-se expostos no átrio da escola.