Oferta formativa 2019/2020

  • Clique para saber mais...

  • Clique para saber mais...

  • Clique para saber mais...

Webmaster

Webmaster

sexta, 08 março 2019 10:05

Encontra-se patente no Museu Manuel Soares de Albergaria, em Carregal do Sal, de 1 a 29 de março, a exposição “AMAR-te?...e AMAR-me!” dinamizada pelas docentesde Educação Visual do Agrupamento, Isabel Várzeas e Josefa Reis, em parceria com o projeto UNESCO do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal.

Estaexposição, constituída por uma série de trabalhos executados pelos alunos de 3º ciclo, 7º, 8º e 9º anos, representam a abordagem avárias técnicas e conteúdos lecionados na vertente artística, visam assinalar o “Dia Internacional da Mulher”, numa interpretação através do retrato criativo de personagens femininas de valor em várias áreas de intervenção social,

Encontramos verdadeiras heroínas retratadas em várias épocas, desde Grácia Nasi, Angelina de Sousa Mendes, Joana d’Arc, Rainha Santa Isabel, D. Antónia Ferreirinha, Frida Kahlo, Golda Meir, Marie Curie, Florence Nightingale, Kathrine Switze e Helen Keller.

Todas e tantas outras…retratadas no poema de DC (Dores do Carmo)

Ser mulher

Ser mulher é ser forte
Corajosa e porto de abrigo
É dar vida e sorrisos
Dar força sem fraquejar
Amar e entregar-se
À família, aos amigos
Uma palavra, um estímulo
Quando lhe apetece desistir…
No coração, a saudade dos filhos
Que partem, dos irmãos, dos pais
A mãe, força de guerreira, modelo
Como inspiração e fonte de amor
Divina, não!
Mas anjo da guarda!

                                              

                                                                                  Texto-Josefa Reis e Dores Fernandes

Cartaz-Josefa Reis

Vídeo-Josefa Reis

sexta, 08 março 2019 10:03

Centro Cultural de Carregal do Sal, 21 de fevereiro, 14 horas.

As turmas do 7º e do CEF foram ao teatro. Leandro, rei de Helíria, de Alice Vieira, texto dramático baeado no conto popular “O sal e a água”, foi a nossa opção.

O grupo de teatro ETCteatro levou ao palco a peça a que assistiram cerca de uma centena de alunos e vários professores acompanhantes. Os nossos jovens tiveram, assim, a oportunidade de ver a representação de uma obra que irão abordar ao longo das aulas de Português. Daí que a mesma tenha sido solicitada e dinamizada pelos professores do 7º ano.

Parece que todos saíram satisfeitos.

Agora, venha o texto!

 

Professores de Português

quinta, 28 fevereiro 2019 12:05

Prazo de inscrição para exames Nacionais do Ensino Secundário

 

Toda a Informação sobre os exames nacionais está disponível no menu Alunos ou clicando AQUI

segunda, 25 fevereiro 2019 11:06
No âmbito da disciplina de Inglês, a turma CEF de Operador de Fotografia realizou pesquisas sobre vários/as fotógrafos/as ligados/as ao desporto, tendo exposto os trabalhos realizados no átrio da Escola Básica de Carregal do Sal.
 
segunda, 25 fevereiro 2019 11:01

A Lousitânea – Liga de Amigos da Serra da Lousã em parceria com a Fundação Benfica, Maternidade de Árvores do Ecomuseu Tradições do Xisto, Câmara Municipal de Carregal do Sal, encontram-se a desenvolver com as turmas do 1.º ciclo do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal, uma ação de sensibilização de educação ambiental intitulada “Faz da Tua Escola um Viveiro!”, inserida num projeto de prevenção e sensibilização para riscos em vários ambientes.

Este projeto consiste na criação de um espaço de viveiro com espécies autóctones, o carvalho negral (Quercus pyrenaica) e o carvalho-alvarinho (Quercus robur), nas escolas, alargado também às famílias dos alunos.

A implementação das sessões terá duas fases, a 1.ª fase do projeto foi desenvolvida nos dias 7, 8 e 13 de fevereiro, na Escola Básica Aristides de Sousa Mendes e Escola Básica Nuno Álvares e consistiu numa abordagem teórica e realização de uma sementeira e apadrinhamento da mesma, numa consciencialização pós-incêndios florestais. Nesta fase, cada turma, teve acesso a um kit pedagógico, composto por cuvete, sementes de carvalho, substrato, identificador, espátulas e folhetos identificativos do projeto. O qual foi utilizado para efetuar o processo de sementeira que ficará na escola até à altura da plantação das árvores no seu habitat natural.

A par desta sementeira, foi solicitado que cada aluno trouxesse uma garrafa de água de 0,5 litros, onde foi feito o mesmo processo. No final, cada aluno levou a garrafa para casa. Assim, os alunos e a família ficarão responsáveis pela sementeira na garrafa de água e posterior plantação.

Numa 2.ª fase do projeto, em parceria com o Município, serão plantadas as árvores germinadas na 1ª fase, esta parte irá decorrer no Dia da Floresta Autóctone - 23 de novembro 2019, em áreas ardidas no incêndio de outubro de 2017.

segunda, 25 fevereiro 2019 10:59

Os dias 30 de janeiro e 6 de fevereiro, ainda a assinalar o Dia Internacional das Vítimas do Holocausto, encheram o nosso coração. Dando continuidade à componente pedagógica do Projeto “Dever de Memória – Jovens pelos Direitos Humanos”, a equipa acolheu e orientou a visita ao jazigo, onde jaz Aristides de Sousa Mendes (no cemitério de Cabanas de Viriato) e à Casa do Passal, em jeito de homenagem a este herói, das turmas de 9º ano, acompanhados pelos professores do Agrupamento de Escolas de Santa Comba Dão, no âmbito do projeto do “Sound of Silence” que se encontra a dinamizar. No segundo dia, foi anfitrião na Casa do Passal, o membro da FASM, Dr. Luís Fidalgo que gentilmente cedeu do seu tempo para calorosamente receber o grupo.

Junto do jazigo, foi realizada a leitura expressiva do poema de Primo Levi “Se isto é um Homem”, que se refere à desumanidade e à indiferença face à dor e ao sofrimento nos campos de concentração e de extermínio, no contexto da Segunda Guerra Mundial.

Na Casa do Passal, os alunos revelaram-se interessados e empenhados em continuar a conhecer a história do Cônsul, nomeadamente as consequências da sua desobediência à Circular 14 emanada pelo regime do Estado Novo e o destino da sua família. A perspetiva da requalificação do interior da Casa e a futura musealização foram outros assuntos que suscitaram a sua curiosidade.

Os grupos mostraram uma atitude respeitosa e de admiração por Aristides de Sousa Mendes e levaram, seguramente, a mensagem para as suas vidas: o testemunho da sua ação corajosa e os valores que a fundamentaram. O grupo de professores presente sublinhou a necessidade de, nos dias de hoje, erradicar ódios e cultivar a tolerância e o respeito pelo outro, não em abstrato, mas na Escola e na comunidade onde estão inseridos. Uma realidade que urge que todos interiorizemos.

 Para memória futura, o Agrupamento de Escolas de Santa Comba Dão foi agraciado, pelo Projeto “Dever de Memória”, com a fotografia dos dois grupos de alunos e um certificado de participação sob a forma de passaporte, elemento emblemático do Projeto

O grupo de professores e de alunos merecem os parabéns pela iniciativa, estes últimos também pelo “saber estar e ser”, o que nos deixa com a convicção de que é importante educar para a humanidade que há em nós. Fica a esperança de que tenham levado a mensagem para a sua vida e na relação com o próximo. Estamos cientes de que a educação é mais do que o currículo académico e que é fundamental a formação para os valores e para os direitos humanos dos nossos alunos, pois o nosso objetivo é contribuir com mais uma pedra para a construção de um mundo melhor.

Dores do Carmo e Josefa Reis

segunda, 25 fevereiro 2019 10:57
quarta, 20 fevereiro 2019 16:23
segunda, 18 fevereiro 2019 12:12

Entre os dias 11 e 13 de fevereiro,  o Projeto Alcateia – Serviço Educativo da Fundação Lapa do Lobo, apresentou a todos os alunos do 1.º Ciclo do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal, o Concerto Comentado “Eu gosto muito do senhor Satie”,  da pianista Joana Gama. A atividade realizou-se no Auditório Maria José Cunha, FLL e teve a duração de 40 min.

O Senhor Satie gostava muito de andar. Bom, talvez não gostasse assim tanto, mas não tinha alternativa: como não lhe sobrava dinheiro, fazia diariamente longas caminhadas, pois não podia pagar o comboio que ligava a sua casa ao centro da cidade de Paris, onde passou grande parte da sua vida. Para além de compositor de música – o piano foi o seu instrumento de eleição –, o Senhor Satie gostava de guarda-chuvas, de desenhar e de marisco.

segunda, 18 fevereiro 2019 11:42
No âmbito da disciplina de Inglês, a turma 8.ºE, da Escola Básica Aristides de Sousa Mendes, realizou trabalhos sobre a importância da autoestima e valorização pessoal. Os trabalhos encontram-se expostos no átrio da escola.