Oferta formativa 2018/2019

  • Clique para saber mais...

  • Clique para saber mais...

Webmaster

Webmaster

terça, 02 dezembro 2014 16:39
“Miro o mundo com duas metades  
Uma metade miro o mar
E a outra metade miro a terra
E com as duas metades miro
O mundo com minha alma.”
 
Pablo Neruda
 

Os mapas são textos que ampliam a nossa visão do mundo.

    Após algumas aulas embrenhados no universo dos mapas: os seus principais elementos, escalas grandes e pequenas, projeções cartográficas, suas aplicações no dia a dia…os alunos foram percebendo como eles são favorecedores de novas descobertas e da construção de novos saberes. Como tal, os alunos sentiram curiosidade em alargar os seus conhecimentos quanto à cartografia antiga. 
    Assim, no âmbito da disciplina da Ciências Sociais, os alunos da turma PIEF1 prepararam uma pequena exposição subordinada ao tema “visões do Mundo”, no átrio da Escola Básica, que dava uma perspetiva da evolução dos mapas ao longo dos tempos.  
      Projeto concluído, mãos à obra para o próximo…
 
sexta, 28 novembro 2014 15:43
    “AZEITE, A GORDURA BOA”, “ ÁGUA E AZEITE NÃO SE MISTURAM”, “A VERDADE É COMO O AZEITE VÊM SEMPRE AO DE CIMA”,  “AZEITE DE OLIVA TODO MAL TIRA”
 
            Manhã cinzenta. Quarta-feira, 26 de novembro de 2014 e os alunos dos 3º Anos de escolaridade, da Escola Básica Nuno Álvares vão visitar o lagar do azeite. De passo apressado e com uns encontrões à mistura cada um vai em direção à sua sala e, logo à entrada, as primeiras frases: - É hoje que vamos ao lagar? - Vamos já? – Vamos de quê? - A que horas vamos? Campainha em ação, regressa o alvoroço e organizam-se os pares para a saída. Alunos, professores e funcionários rumo ao lagar de azeite do Sr. Nelson Silvestre. Compenetrados na missão lá fomos muito disciplinados, pelo passeio, em direção à rotunda de Albergaria. Virámos à esquerda, passámos em frente do centro de saúde e um pouco mais à frente começámos a avistar o nosso destino, o lagar.
            Tal como as azeitonas, entrámos pelo espaço destinado à descarga, o cheiro característico destes lugares é inconfundível. Sacos já amontoados e outros a descarregar aguardam a sua vez para largar a azeitona na passadeira rolante. 
Somos recebidos pelo senhor Nelson Silvestre, o proprietário, que amavelmente serviu de cicerone a esta visita. Começou por dizer que a azeitona é descarregada numa passadeira lavada e que a vai transportar até um moinho, onde será esmagada. Dirigimo-nos para outra área de laboração onde além do moinho existem outras máquinas necessárias a todo este processo de transformação. Realmente, a azeitona estava a ser pisada por grandes mós de pedra (galgas cónicas) até formar uma papa, uma coisa parecida como quando mastigamos os alimentos que comemos até formar o bolo alimentar. Essa papa de azeitona vai depois para a batedeira, uma máquina onde é agitada e misturada com água quente durante algum tempo. Digamos agora que é parecido com o trabalho do estômago, a digestão. De seguida essa mistura dirige-se para outra máquina, chamada decantador, onde tudo é separado e devidamente encaminhado. O cardaço da azeitona para um lado, onde vai ser reaproveitado/ servir de combustível para as máquinas do lagar, a água para outro e o azeite para um recipiente. Não esquecer que toda a informação continua a ser transmitida pelo nosso cicerone, senhor Nelson. Como é bom ver correr o azeite com a sua cor amarelo esverdeado! Está quase pronto para nós utilizarmos na nossa alimentação. Falta só a passagem por uma centrifugadora onde é libertado das impurezas que ainda pode conter. 
É bom ver isto, agora quando estivermos sentados à mesa e as nossas mães colocarem o azeite no prato, nos lembrarmos de toda a viagem que esta boa gordura tem que fazer para chegar até nós. Não esquecer que o azeite é elemento importante da dieta mediterrânica. 
E chega a hora de partir de regresso à nossa escola. Antes porém fizemos os respetivos agradecimentos a todos os presentes, em especial ao senhor Nelson Silvestre, por tão bem nos acolher. 
            De novo na rua, pelo passeio da estrada nacional 234, em direcção à escola. É que as aulas continuam e o primeiro período está a chegar ao fim. 
Foi assim concretizada mais uma atividade planificada que contemplava o nosso PAA de 2014/2015. Sem dúvida que a avaliação desta atividade foi muito positiva, pois os objetivos foram cumpridos e jamais serão esquecidos (afinal o azeite não vem das prateleiras dos supermercados, mas da oliveira/azeitona e depois de todo o processo de transformação chega às ditas prateleiras, para ser comprado e consumido na nossa alimentação. 
 
 
sexta, 28 novembro 2014 13:53
No passado dia 20 de novembro, vivenciámos pelo segundo ano consecutivo o Dia Nacional do Pijama, organizado pela instituição Mundos Vida. Um projecto cuja principal missão consiste em angariar fundos para que cada vez mais crianças possam ter uma família do coração.
A comunidade educativa de Carregal do Sal revelou-se bastante solidária tendo angariado uma quantia considerável.
Durante o dia as crianças tiveram momentos de alegria e diversão envolvendo-se nas diversas actividades que lhes foram proporcionadas. Também a Biblioteca Municipal se associou a esta nobre Missão de solidariedade ao proporcionar a todos os grupos de crianças a história “O peixe arco-íris”.
 
O momento auge do dia consistiu numa coreografia participada por todos os grupos de crianças da Educação Pré-escolar ao som do Hino do Dia Nacional do Pijama, de Pedro Abrunhosa.
Este foi sem dúvida um dia colorido e divertido para todos os participantes envolvidos.
 
O Departamento da Educação Pré Escolar agradece reconhecidamente a toda a comunidade educativa de Carregal do Sal o esforço e empenho revelados nesta iniciativa.

 

 

 

 

 

terça, 25 novembro 2014 14:39
O Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal esteve presente no encontro de escolas/agrupamentos que estão a implementar o projeto “Todos juntos podemos ler”, o qual teve lugar na Escola Secundária Garcia de Orta, no Porto. 
O agrupamento foi convidado para participar no 2.º painel de partilha de boas práticas, apresentando uma boa prática no âmbito da promoção da leitura inclusiva. A apresentação esteve a cargo das professoras bibliotecárias. Estiveram também presentes os adjuntos do diretor Carlos Martelo e Aldina Carvalho.
Este projeto foi concebido pela Rede de Bibliotecas Escolares e pela Direção de Serviços da Educação Especial e Apoios Socioeducativos e tem como principal objetivo a criação de bibliotecas inclusivas, que assegurem reais oportunidades de leitura para todos os alunos.
No ano letivo anterior, o Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal apresentou uma candidatura, no âmbito deste projeto, tendo a mesma sido selecionada, pelo que recebeu apoio financeiro para aquisição de fundo documental, software e equipamento destinados aos alunos com necessidades educativas especiais.
A Fundação PT também atribuiu um donativo ao agrupamento para a implementação do projeto. Este está a ser implementado pela Equipa das Bibliotecas Escolares e pela Equipa de Educação Especial, as quais têm desenvolvido ações conjuntas nos domínios da escrita e da leitura, em diferentes suportes.
 
 
terça, 11 novembro 2014 17:08

É difícil resistir a alguns apelos… Foi sob este lema que os alunos das turmas A e C do 7º ano acederam à proposta de elaborar, no âmbito da disciplina de Espanhol, diversos e diferentes “abanicos” com motivos alusivos à cultura espanhola. Assim, dando asas à sua criatividade e imaginação e sob proposta da docente que leciona a disciplina surgiram as mais diversas e interessantes propostas de “abanicos”/ leques. 

¡Enhorabuena a los alumnos por tanta creatividad!

 

quarta, 05 novembro 2014 10:37
             No início do ano letivo, os alunos que beneficiam da medida educativa currículo específico individual, verificaram que a sala para prestar apoio no âmbito das terapias estava a precisar de um “ar” mais feliz.
             Eis que surgiu o seguinte comentário: “E porque não limpar e pintar a nossa sala?”
             Os professores e alunos começaram por pesquisar na internet quais as cores mais adequadas para o bom funcionamento da mesma.
Descobriram que:
            A cor amarela significa luz, calor, descontração, otimismo e alegria. O amarelo simboliza o sol, o verão, a prosperidade e a felicidade. É uma cor inspiradora e que desperta a criatividade. Estimula as atividades mentais e o raciocínio. Um ambiente pintado de amarelo traz mais calor e iluminação. É ideal para dar a sensação de calor em ambientes frios e escuros. Também proporciona concentração e atenção, por isso, é recomendável para escritórios e salas de estudo.
        A cor laranja significa alegria, vitalidade, prosperidade e sucesso. Está associada à criatividade, pois o seu uso desperta a mente e auxilia no processo de assimilação de novas ideias. Energia, entusiasmo, comunicação e espontaneidade são palavras- chave associadas ao laranja.
Após uma escolha criteriosa das cores, met
eu-se mãos à obra.
 
          A elaboração desta tarefa não teria sido possível sem a colaboração, estímulo e empenho de diversas pessoas. Gostaríamos, por este facto, de expressar toda a nossa gratidão e apreço a todos aqueles que, direta ou indiretamente, contribuíram para que esta tarefa se tornasse uma realidade, nomeadamente à direção do agrupamento e aos assistentes operacionais senhor Ribeiro, senhor Ricardo Formiga e senhor António José Santos.
terça, 04 novembro 2014 16:02
  

 

      As crianças da Educação Pré Escolar vivenciaram um animado “Desfile do Chapéu”. Ao ritmo de Hooked On Classics - Royal Philharmonic Orchestra, pudemos apreciar a criatividade e originalidade dos modelos apresentados. 
      Os chapéus foram o produto final de um desafio lançado aos familiares das crianças cujo objetivo principal foi promover a interação escola/família.
        Os chapéus revelaram-se verdadeiras obras de arte estando por isso expostos no hall de entrada da EBNA numa exposição temática intitulada: “Chapéus há muitos”.
quinta, 30 outubro 2014 12:24

A turma D do 4.º ano de escolaridade da Escola Básica Aristides de Sousa Mendes participou na atividade “Reinventing the Classics” no âmbito da AEC de Inglês. Os alunos e alunas tomaram contacto com as obras de alguns pintores famosos, tendo em seguida reinventado essas mesmas obras de acordo com a sua sensibilidade. Esta atividade inseriu-se na unidade temática “Colours” e culminou com uma exposição que se encontra patente no átrio da Escola.

 

segunda, 27 outubro 2014 10:17
                  No passado dia 22 de outubro, pelas onze horas, na Escola Sede do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal, realizou-se uma ação de sensibilização sobre “Alimentação Saudável” direcionada aos alunos com Currículo Específico Individual, no âmbito da atividade “Ao Encontro da Comunidade Educativa”. Foi dinamizada pelas enfermeiras Joana Lopes e Helena Paiva, do Centro de Saúde de Carregal do Sal e pelo grupo de Educação Especial.
                 Nesta ação de sensibilização, foi reforçada a ideia de que uma alimentação saudável é essencial para o bem-estar do indivíduo, contribuindo para a prevenção de doenças. As enfermeiras referiram alguns erros alimentares mais comuns dos jovens, sugerindo dicas para uma alimentação saudável. Um outro aspeto evidenciado foi a importância do pequeno-almoço, sendo prejudicial longos períodos de jejum. Contudo, esta refeição é, muitas vezes, descurada pelos jovens, facto que foi confirmado por uma parte significativa dos alunos. 
                Os alunos mostraram bastante entusiasmo nesta ação, que decorreu sempre através de um diálogo informal, recorrendo às suas vivências diárias, o que permitiu uma grande interação. 
               A escola tem um papel central ao nível da formação e consolidação de hábitos alimentares saudáveis, pelo que este tipo de iniciativas permite dar a conhecer aos jovens noções sobre a alimentação saudável e sua importância para o sucesso escolar e bem-estar geral.