Oferta formativa 2018/2019

  • Clique para saber mais...

  • Clique para saber mais...

Webmaster

Webmaster

quarta, 20 junho 2018 09:28

  O passado dia 6 de junho foi um dia memorável no Agrupamento, a sessão com Joan Halperin, autora do livro My Sister’s Eyes tornou este dia intenso e único. Esta atividade dinamizada pelo Projeto “Dever de Memória”, no auditório da Escola Secundária, iniciou-se com as boas-vindas por parte do Diretor do Agrupamento e o agradecimento à escritora, à Dra. Mariana Abrantes, pelo apoio a esta iniciativa, aos alunos do 9º B, que leram e trabalharam a obra, aos alunos das turmas E do 9º e B de 12º (Línguas e Humanidades), à Direção do Agrupamento, aos professores e pais presentes, aos assistentes operacionais pelo apoio, em particular à D. Fátima Caldeira que organizou os arranjos florais e à restante plateia, pela Coordenadora do Projeto UNESCO, Dores Fernandes.

Esta iniciativa surgiu na sequência da oferta, através da Drª. Mariana Abrantes,entusiasta desta causa, no passado mês de fevereiro, de 25 exemplares desta obra às bibliotecas escolares do Agrupamento e à Biblioteca Municipal, no âmbito do Projeto Dever de Memória, pela Sousa Mendes Foundation, com o objetivo de ser lido e analisado pelos nossos estudantes.

A escritora norte-americana contou, de forma muito motivadora, a história da fuga da sua família, em tempo de guerra e de perseguição nazi, da Polónia até Bordéus (no sul de França), onde graças ao acto de coragem de Aristides de Sousa Mendes, conseguiu um visto para viajar para Portugal, percorrendo umCaminho de Liberdade. O nosso país apresentou-se como terra de esperança para a sua família e para muitos outros refugiados, os quais foram acolhidos calorosamente pelo povo português. A vivência, ao longo de dezoito meses, e o apoio dispensado aos seus pais e família na Figueira da Foz, que são recordados com muito carinho no seu livro e finalmente a viagem para a Jamaica, onde faleceu a sua irmã Yvonne, e o recomeço de sua vida nos Estados Unidos foram outros momentos testemunhados na palestra.A plateia, constituída por alunos, pais e professores, ouviu com grande atenção a comovente história de sobrevivência da sua família apresentada de forma próxima e muito afetiva.          Seguiu-se a apresentação do trabalho interdisciplinar desenvolvido pelos alunos do 9º B, no âmbito das disciplinas de Inglês e de Educação Visual, sob a orientação das professoras Lurdes Cruz e Josefa Reis,orientado por um guião de exploração da obra, fornecido pela autora e adaptado segundo as diretrizes pedagógicas do projeto na sua abordagem didática, envolvendo o estudo do Holocausto e o ato humanista de Aristides de Sousa Mendes, numa filosofia do “Antes”, “Durante” e “Depois” do Holocausto (SHOA) que deslumbrou a autora e todos os presentes. Assim, foram lidos pelas alunas Laura Sousa e Mª João Amaral, expressivamente, excertos dos resumos da obra em Inglês. Foi apresentado, pela Bruna e pelo Martim, através de um PowerPoint, o trabalho artístico realizado - um scrapbook - uma reinterpretação bilingue (em Português e Inglês) da história que resultou num trabalho gráfico de grande valor criativo e emotivo.

A interpretação da obra em scrapbook, teve como motivo o facto de ter sido dado a Joan Halperin, pela mãe Hala, um álbum de fotos sobre Yvonne, sua irmã, portadora do visto de Aristides de Sousa Mendes, passado à família em 1940, em Bordéus. Esta apresentação, materializa o regresso ao passado de forma interativa, num equilíbrio entre os conceitos verbais e visuais, indo ao encontro das emoções emanadas pela obra e pela própria autora. Dos três exemplares criados, dois foram oferecidos, um à autora Joan Halperin e outro à professora Dores Fernandes, Coordenadora do Projeto UNESCO, para memória futura, o terceiro é o protótipo de orientação deste trabalho e pertença da docente Josefa Reis, autora dos estudos realizados previamente e que permitiu a orientação do trabalho com os alunos. No dizer da própria autora Joan Halperin “uma verdadeira obra de arte inspirada no meu livro, fico tão orgulhosa!”

   A encerrar a sessão, foi apresentada uma reflexão, pela Beatriz Alexandre, sobre a experiência de leitura e interpretação da obra, que traduziu o gosto e o enriquecimento pessoal que o trabalho literário lhes trouxe. Realça-se, ainda, a mais-valia do desenvolvimento de capacidades como a criatividade e o domínio da língua inglesa em resultado do envolvimento neste projeto.

            A terminar a sessão, a autora foi agraciada com ofertas da Câmara Municipal (filme/livro Aristides de Sousa Mendes, o Cônsul de Bordéus e a medalha do centenário da morte deste herói) e da Equipa UNESCO (o livro Aristides de Sousa Mendes- Memórias de um Neto, de António Moncada Sousa Mendes e outros artigos emblemáticos do projeto). Finalmente, juntou-se a esta comitiva,Gérald Mendes e Tereza Sousa Mendes, netos de Aristides de Sousa Mendes e uma bisneta, Margarida Mendes, com os quais o projeto UNESCO do Agrupamento tem cooperado.

            Paralelamente ao evento e para contextualizar historicamente a obra, esteve patente a exposição “MEMÓRIAS num tempo…100 TEMPO”, constituída por um conjunto de fotografias documentais e da obra em epígrafe, organizada segundo a mesma filosofia de interpretação e que será cedida a título de empréstimo, pelo projeto UNESCO do Agrupamento de Carregal do Sal, ao Museu Municipal Santos Rocha, na Figueira da Foz, com o objetivo de contextualizar historicamente a Palestra Interativa, com Joan Arnay Halperin, no próximo dia 13 de junho no referido Museu, atividade dinamizada no âmbito do projeto "Figueira, Farol da Liberdade", pelas docentes Helena Romão e de Inglês do AEZUFF, cruzando assim o caminho dos refugiados da II Guerra Mundial com o ato de Aristides de Sousa Mendes.

            Estes encontros são um privilégio, um “Dever de Memória”. Aristides de Sousa Mendes é, efetivamente, o catalisador de projetos em torno da temática dos Direitos Humanos, unindo pessoas no mesmo propósito… Educar para não ESQUECER num formato de “Rota da CONSCIÊNCIA”…um caminho…uma viagem!

 

Dores Fernandes e Josefa Reis

Fotos: Josefa Reis

quarta, 20 junho 2018 09:19

No passado dia 7 de maio realizou-se na Escola Infante D. Henrique em Viseu a finalíssima de badminton para o escalão de Infantis A e B.

O Agrupamento de Carregal do Sal esteve representado pelos alunos Bernardo Costa, João Sousa, Pedro Leandro, Gabriel Gonçalves, Afonso Loureiro, Maria Madalena, Carolina Nunes, Mariana Chaves e Sara Borges da E.B. Aristides de Sousa Mendes e pela aluna Íris Pellot da E.B. de Carregal do Sal.

Com um percurso cem por cento vitorioso, os alunos, João Sousa e Maria Madalena sagraram-se campeões distritais no escalão de Infantis B.

No escalão de Infantis B, destacam-se ainda os alunos Pedro Leandro, Gabriel Gonçalves, Afonso Loureiro, Carolina Nunes e Mariana Chaves, pelos resultados alcançados.

Infantis B Femininos 

Classificação

Nome

Escola

Mª Madalena

Cabanas de Viriato

Carolina Nunes

Cabanas de Viriato

Sofia Pires

Infante D. Henrique

Mariana Chaves

Cabanas de Viriato

 

                                                                           

Infantis B Masculinos

Classificação

Nome

Escola

João Sousa

Cabanas de Viriato

Pedro Leandro

Cabanas de Viriato

Gabriel Gonçalves

Cabanas de Viriato

Afonso Loureiro

Cabanas de Viriato

 

 

Todos os alunos que estiveram presentes nesta final estão de parabéns, quer pelos resultados alcançados, quer pelo empenho demonstrado.

quarta, 20 junho 2018 09:18

As turmas 9.ºA, 9.ºC e 9.ºE realizaram um intercâmbio com colegas de uma escola em Marrocos durante o presente ano letivo. Durante o 2.º período redigiram cartas sobre o seu país e a região onde vivem, tendo-se contado com a colaboração da docente de EV, que trabalhou com alguns alunos e alunas a parte gráfica deste projeto. No final do ano letivo, as cartas recebidas de Marrocos estiveram em exposição na EB Aristides de Sousa Mendes e na Escola Secundária de Carregal do Sal.

quinta, 14 junho 2018 13:50

No dia 6 de junho, mais uma vez, todos os alunos do 4.º ano de escolaridade da Escola Básica Nuno Álvares e Escola Básica Aristides Sousa Mendes realizaram a atividade “Educar a Pedalar”. Esta foi dinamizada pela GNR - Destacamento Territorial de Santa Comba Dão (Secção de Programas Especiais), a qual contou com uma componente teórica (powerpoint) e outra prática concretizada nas ruas de Carregal do Sal e Cabanas de Viriato.

A ação iniciou-se com uma exposição teórica onde foram apresentados conselhos de segurança na circulação de velocípedes na estrada.

A atividade teve o intuito de implementar o respeito pela sinalização rodoviária e hábitos para circular em segurança na via pública, assegurando que cumprem os requisitos obrigatórios que promovam a segurança dos condutores de velocípedes.

Na parte prática da atividade, os alunos foram acompanhados por dois elementos do Destacamento Territorial de Santa Comba Dão pelas ruas das respetivas localidades, onde aplicaram as regras básicas de segurança rodoviária, conduzindo as suas bicicletas.

Esta atividade é uma atividade muito esperada pelos alunos, pelo que decorreu dentro do planeado, tendo os alunos aderido com entusiasmo à iniciativa de modo muito expressivo.

 

Um agradecimento aos elementos da GNR/Escola Segura.

quarta, 13 junho 2018 08:39

As crianças da Educação Pré-Escolar do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal (Jardim de Infância Angelina de Sousa Mendes e Escola Básica Nuno Álvares) vivenciaram momentos de alegria, diversão e animação durante o dia 1 de junho – Dia Mundial da Criança. O departamento da Educação Pré-Escolar planificou, organizou as diversas atividades, bem como todo o material necessário e solicitou ainda a colaboração do professor Gonçalo Borges. O espaço exterior foi decorado e construiu-se um crachá alusivo ao dia para cada criança.

De manhã decorreu uma atividade de Zumba dinamizada pelo professor Gonçalo Borges. Realizou-se ainda uma corrida de triciclos.

À tarde organizaram-se outros jogos envolvendo as oito turmas do Pré-Escolar: corrida de sacos, bowling, jogos de água, corrida de triciclos e jogos com farinha e rebuçados.

No final foi oferecido um gelado a todas as crianças (oferta do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal).

segunda, 11 junho 2018 14:54

    No dia 2 de junho, no Centro Cultural de Carregal do Sal, decorreu a IV edição do Concurso de Leitura Interconcelhio que envolveu os concelhos de Carregal do Sal, Mortágua, Santa Comba Dão, Tábua e Tondela.

    Este concurso é inspirado no Concurso Nacional de Leitura e tem como principal objetivo estimular a prática da leitura entre os alunos dos 1.º e 2.º Ciclos do Ensino Básico, pretendendo avaliar as suas competências leitoras.

    Este ano, a organização do evento coube à Rede de Bibliotecas de Carregal do Sal (bibliotecas escolares e biblioteca municipal) e contou com o apoio da câmara municipal.

Participaram dez alunos de cada nível de ensino que realizaram duas provas de leitura expressiva e uma prova oral de resposta rápida sobre uma história lida e analisada antecipadamente.

    O júri do concurso foi constituído pelos seguintes elementos: Rosa Maurício (responsável pela biblioteca municipal de Carregal do Sal), Dolores Pina (adjunta do diretor do Agrupamento de Escolas de Mortágua), Anabela Mendes (adjunta da diretora do Agrupamento de Escolas de Santa Comba Dão), Antonieta Mesquita (adjunta do diretor do Agrupamento de Escolas de Tábua) e Luísa Albuquerque (responsável pela biblioteca municipal de Tondela).

     A apresentação do evento esteve a cargo da Técnica de Comunicação da Câmara Municipal de Carregal do Sal, Cristina Lopes, coadjuvada por dois assistentes, os alunos Rodrigo Bernardo (3.ºC) e Joana Mafalda Pereira (5.ºC), caracterizados de personagens da história lida pelos alunos do 1.º Ciclo, ou seja, de Senhor do Seu Nariz e de fada, respetivamente.O evento foi animado com a participação de jovens do NACO, que apresentaram uma dança e dois momentos de teatro.

     O evento foi animado com a participação de jovens do NACO, que apresentaram uma dança e dois momentos de teatro.

    No palco foram expostos dois bonitos painéis criados pelos alunos do 8.º ano sob a orientação da professora Josefa Reis, com as personagens principais das duas histórias lidas, antecipadamente, pelos alunos concorrentes.

Os vencedores deste concurso foram:

1.º Ciclo:

  • 1.º Classificado - Duarte Francisco - Tábua
  • 2.º Classificado - Luana dos Reis Simões - Mortágua
  • 3.º Classificado - Maria Leonor Caldeira - Carregal do Sal

2.º Ciclo:

  • 1.º Classificado - Maria Pedro Pinto - Santa Comba Dão
  • 2.º Classificado - Matilde Monteiro - Carregal do Sal
  • 3.º Classificado - Leonardo Nunes Ferreira – Tondela

Os alunos vencedores, bem como todos os participantes e suplentes, receberam livros e um pequeno lanche oferecido pelo município de Carregal do Sal e pequenas lembranças oferecidas pelo Grupo Leya e pela Rede de Bibliotecas Escolares.

segunda, 11 junho 2018 14:49
 
 
O Universo de ESCHER inspirou os alunos do 5ºano - Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal da Escola Básica, a partir da Visita de Estudo que realizaram ao Exploratório, a recriar obras de ESCHER.
Após esta atividade ESCHER, artista holandês, fez parte das aulas de Matemática na sequência da Geometria. O Homem sonha e a “obra” nasce.
 
Partindo das figuras que foram sendo observadas e analisadas, explorando alguns conceitos da matemática no âmbito da Geometria e trabalhando a motricidade fina os alunos das turmas 5B e 5C, de 10 e 11 anos, produziram telas com criatividade e propuseram expor no Exploratório de Ciência Viva de Coimbra os seus trabalhos dando-lhe o tema: A Ciência e a Arte, em estreita relação.
 
A visita de estudo realizada ao Exploratório de Ciência Viva tinha objetivos que foram cumpridos:
  • Desenvolver a capacidade de observar. 
  • Favorecer a articulação entre as áreas de saber.
  • Desenvolver o gosto pela Arte e Ciência.
 
Obrigado Exploratório de Ciência Viva de Coimbra
 
segunda, 11 junho 2018 14:47

No passado dia 1 de junho, os alunos do 1.º ciclo, do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal, comemoraram o Dia da Criança.

Os alunos, professores e funcionários da Escola Básica Nuno Álvares, pela manhã, dirigiram-se para o Parque Alzira Cláudio, numa longa caminhada, sempre acompanhados por agentes da GNR.

Chegados ao parque, divertiram-se no espaço verde, nas diferentes áreas e campos onde praticaram diversas atividades: futebol, basquetebol, andebol, entre outras valências.

Na Escola Básica Aristides Sousa Mendes, os alunos, professores e funcionários comemoraram o dia com a realização de diversas atividades e um piquenique no Parque das Laranjeiras.

Num gesto simbólico de comemoração da vida e de sensibilização para as questões ambientais, os alunos deram as mãos e de mãos dadas, posicionando-se em redor das árvores existentes naqueles recintos de lazer e rodearam uma árvore, como se de um abraço se tratasse numa manifestação coletiva de homenagem à Natureza. Os alunos da Escola Básica Aristides Sousa Mendes deram o “Abraço Verde” no jardim Cristo-Rei daquela localidade e os alunos da Escola Básica Nuno Álvares fizeram-no no parque onde se encontravam.

Chegada a hora do almoço fizeram um belo piquenique. Após o piquenique, as brincadeiras continuaram até à hora de regressar novamente à escola.

Na escola, todos os alunos degustaram um saboroso gelado, oferecido pelo Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal!

segunda, 11 junho 2018 14:45

                A 8.ª edição do projeto Pensar Alto teve lugar dia 9 de junho na Fundação Lapa do Lobo, subordinada, este ano, ao tema «O que interessa verdadeiramente aos jovens? Ou de como os jovens não se interessam por nada.»

                Pensar Alto é um projeto de promoção da oralidade junto de jovens do ensino secundário, desenvolvido pelo Clube de Oralidade, do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal, orientado pela professora Carla Marques, que visa a promoção do pensamento crítico associado à discussão de temas polémicos ou problemáticos, com o objetivo de levar os participantes a apresentar em público um texto de opinião de defesa de uma posição relacionada com um tema proposto.

                Trabalhando, mais uma vez, uma ideia provocadora que condensa um possível olhar da sociedade sobre a juventude, os participantes foram convidados a refletir sobre o tema, a desmontá-lo e a contrariar perspetivas estereotipadas que muitas vezes recaem sobre o que eles são, sobre a forma como se comportam e sobre as suas escolhas. Neste âmbito, os jovens Francisca Correia, João Pereira, Joana Almendra, Mafalda Cunha, Luciana Pessoa, Ana Albuquerque, Francisca Santos, Emanuel Marques, Carolina Costa, Laura Barroso e Maria Mendes, apresentaram, ao longo da noite, comunicações que abordaram variadíssimos aspetos do «nada», desde a discussão do conceito (por oposição a tudo), passando pelas incertezas que o futuro oferece aos jovens, que correm o perigo de se transformar em jovens nada, refletindo também sobre a importância de aprender a não fazer nada (com divulgação inclusive dos princípios do Clube do Nadismo), não esquecendo a importância do sono ou os perigos físicos e psicológicos da ociosidade, denunciando a escravização a que a sociedade submete as pessoas e as consequências de se ser viciado no trabalho e refletindo sobre a anulação de personalidades que se processa não raro em sociedade.

Foi uma noite muito rica em ideias, diferentes e estimulantes, que convidaram o público à reflexão, mostrando que, afinal, os nossos jovens se interessam por muitos assuntos e que se querem assumir como uma geração diferentes das anteriores.

 

Carla Marques

segunda, 11 junho 2018 14:43

Há já vários anos consecutivos que os nossos alunos com currículo específico individual têm tido a oportunidade de participar na atividade promovida pelo Destacamento Territorial da GNR de Santa Comba Dão, designada “Direito à Diferença e à Inclusão”, desenvolvida na marina do Montebelo  Aguieira Lake Resort – Mortágua.

Foi no dia 29 de maio que cerca de 170 alunos com necessidades educativas especiais, de várias escolas, passaram momentos deveras emocionantes ao desfrutarem das várias atividades, como é o caso de um magnífico passeio de barco, “navegação” numa canoa, diversão num insuflável, condução de karts, um passeio de charrete puxada por dois elegantes cavalos, entre outras.

No final, houve o habitual lanche convívio nas instalações do Hotel Montebelo e foi oferecido, ainda, um boné a cada um dos participantes com o nome da atividade impressa na pala e um saquinho com alguns miminhos.

Deixamos os nossos sinceros agradecimentos à Câmara Municipal de Carregal do Sal, pela cedência do transporte, ao Destacamento Territorial da GNR de Santa Comba Dão, ao Resort Montebelo, à Corporação de Bombeiros de Mortágua e à Direção do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal, por terem contribuído, uma vez mais, para a concretização desta atividade tão maravilhosa.

Foi muito gratificante ver a alegria estampada no rosto e o brilho no olhar dos nossos alunos.

O dia 29 de maio foi, realmente, um dia diferente que ficará nas memórias de todos os participantes.

 

Departamento de Educação Especial

08 de junho de 2018