Oferta formativa 2017/2018

  • Clique para saber mais...

Webmaster

Webmaster

quarta, 13 dezembro 2017 14:27

No dia 6 de dezembro as crianças da Educação Pré-Escolar da Escola Básica Nuno Álvares e Jardim de Infância Angelina de Sousa Mendes vivenciaram um dia diferente. Foram ao cinema (Palácio do Gelo/Viseu), de autocarro, assistir ao filme “A Estrela de Natal”. Saborearam deliciosas pipocas e almoçaram no Palácio do Gelo (subiram e desceram nos elevadores…que emoção!).

Depois seguiram para a zona do Rossio (centro da cidade de Viseu) onde percorreram a pé algumas ruas. Observaram as decorações, o comboio e o Mercado de Natal. Foi um dia encantador, mágico e divertido para as nossas crianças.

Um agradecimento à Câmara Municipal e ao Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal pelo apoio prestado na concretização desta atividade.

terça, 12 dezembro 2017 10:19

Não acusam os anos que têm, o seu brilho transporta-nos para mais uma época Natalícia que se avizinha…ano após ano, anseiam pelo momento em que se fundem nas janelas da fachada da EB Aristides de Sousa Mendes do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal, e de lá, apreciam as cores e luzes com que se veste a paisagem circundante, este ano um pouco mais monocromática!

Passaram 15 anos desde a sua criação fruto de um trabalho conjunto dos docentes do grupo 600, Josefa Reis e João Costa, que recorrendo ao uso de materiais “pobres”, nomeadamente madeira, acrílico preto, cola e papel celofane, criaram esta composição de 12 vitrais que ornamentam algumas janelas daquele espaço. Todos os anos, os alunos orientados pela docente Josefa Reis na aula de Educação Visual, fazem a recuperação destes elementos, pois o material frágil de que são feitos não aguenta a pressão e o calor dos aquecedores e facilmente se rasgam.

Assim foi este ano, pelas mãos dos alunos da turma do 9ºE foram recuperados estes elementos artísticos, que simbolizam uma das primeiras artes góticas da História, usada nas representações históricas bíblicas dentro das igrejas. A janela, colorida e iluminada, era uma metáfora de portal entre o universo terreno e o espiritual, refletido pela riqueza artística.

Votos de um Natal cheio de LUZ e ALEGRIA.

Texto e Fotos-Josefa Reis

terça, 12 dezembro 2017 10:18

No dia 4 de dezembro, assinalou-se no Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal o Dia da Pessoa com Deficiência.

A Escola Básica Aristides Sousa Mendes e as Escolas Básica e Secundária de Carregal do Sal apresentaram cartazes com imagens e palavras alusivas à temática da deficiência e da inclusão, com o intuito de despertar o sentimento de respeito e de aceitação da pessoa com deficiência junto da comunidade educativa. Os trabalhos foram elaborados por alunos com e sem necessidades educativas especiais, com a colaboração de professores, técnicos e assistentes operacionais.

No 1.ºCEB e na Educação Pré-escolar, encontram-se ainda em fase de elaboração  duas histórias “inclusivas”, as quais serão publicadas aquando da sua conclusão.

A todos os que deram e continuam a dar o seu carinhoso contributo, em prol da inclusão dos nossos alunos com necessidades educativas especiais, deixamos os nossos sinceros agradecimentos.

 

 

 

Departamento de Educação Especial

Carregal do Sal, 7 de dezembro de 2017

terça, 12 dezembro 2017 10:15

No dia 30 de novembro, tivemos pela segunda vez consecutiva, a generosa visita da artista têxtil Ana Rita Albuquerque que dinamizou o Workshop “Feltragem” junto dos alunos com currículo específico individual da Escola Secundária de Carregal do Sal.

Os alunos e professores participantes foram desafiados a contactar com o processo da feltragem, fazendo a modelagem de bolas que iam aumentando de tamanho à medida que se iam acrescentando os fios de lã molhados em água e sabão.

A Ana Rita explicou que, através da compactação das fibras, é possível modelar diversas formas e figuras. Acrescentou que a técnica da feltragem é muito utilizada na terapia ocupacional.

As sensações transmitidas pela lã molhada com água e sabão permitiram aos participantes experienciar diferentes sensações e proporcionaram um momento de relaxamento!

Esta atividade foi mais uma experiência enriquecedora para os nossos alunos.

Obrigado, Ana Rita!

Departamento de Educação Especial

7 de dezembro de 2017

quarta, 06 dezembro 2017 09:51

O Dia Mundial do Não Fumador comemora-se anualmente a 17 de novembro. Para esse mesmo efeito, os alunos do 3º ciclo e secundário refletiram  sobre os fatores de risco associados ao consumo de tabaco. Através de trabalhos alusivos ao tema que realizaram nas aulas de EMRC, divulgaram ações de prevenção e sensibilização dos malefícios do tabaco, sensibilizaram a comunidade educativa para as consequências do tabagismo, para a importância de atitudes promotoras da saúde, em geral e do não consumo de tabaco, em particular. O tabaco está ligado às principais causas de morte conhecidas. Ele é uma das causas principais do cancro do pulmão, da doença pulmonar obstrutiva crónica, entre outras.

Desafiaram assim, a população docente e discente a conhecer o perigo do tabaco e a deixar de fumar.

EMRC

quarta, 06 dezembro 2017 09:48

No âmbito da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica, os alunos do 10º ano matriculados na disciplina, deslocaram-se a Viseu, na tarde do dia 25 de novembro, para um magusto/convívio/EMRC e para participarem no espetáculo musical “Streetlight” do grupo Gen Rosso.

Este é um grupo musical no qual jovens oriundos de vários países, pretendem através da música, transmitir valores como a paz, a justiça social, o amor, a unidade e a solidariedade.

Os 11 alunos participantes demonstraram gosto e boa disposição, tendo tido um excelente comportamento.

 

EMRC

segunda, 04 dezembro 2017 15:59
segunda, 04 dezembro 2017 11:09

No dia 17 de novembro os alunos dos Cursos Profissionais de Técnico de Turismo Ambiental e Rural e de Gestão de Equipamentos Informáticos, acompanhados dos docentes das disciplinas de Português, História da Cultura e das Artes, Ambiente e Desenvolvimento Rural, Inglês, Turismo e Técnicas de gestão, Eletrónica Fundamental e Sistemas Digitais de Arquitetura de Computadores, realizaram uma visita de estudo a Lisboa, com os objetivos essenciais de consolidar conhecimentos e relacionar as aprendizagens teóricas com a realidade. 

O grupo foi acolhido, no Rossio, por um guia que orientou o Itinerário Pessoano, levando-o a calcorrear as ruas da Baixa Lisboeta a fim de conhecer vários locais emblemáticos da vida de Fernando Pessoa. Os estudantes não resistiram à tentação de tirar foto junto da sua estátua no Café “A Brasileira”, onde entraram para apreciar os quadros que revestem as paredes deste espaço, local de encontro e de tertúlias dos intelectuais contemporâneos de Fernando Pessoa.

Após o almoço, o grupo de alunos do Curso de Turismo Ambiental e Rural explorou o Museu de Arte Contemporânea, no Chiado, no qual tiveram oportunidade de observar, guiados pelo técnico do serviço educativo, pinturas e esculturas das várias correntes artísticas, do séc. XIX a meados do séc. XX. Ainda tiveram tempo para percorrer a Baixa Pombalina até à Praça do Comércio, tendo em vista a observação das arrojadas e modernas soluções urbanísticas na reconstrução da cidade, após o terramoto de 1755.

Entretanto, também da parte da tarde, os alunos do curso de Gestão de Equipamentos Informáticos visitaram a Central Tejo, atual Museu de Eletricidade, o que lhes propiciou o  contacto com o património industrial daquela antiga central termoelétrica. Começaram por ser informados acerca do historial do edifício, após o que visitaram uma caldeira. Puderam ainda participar em jogos e atividades relacionadas com a energia elétrica e fizeram experiências de pôr, literalmente, os cabelos em pé.

Assim, pode considerar-se que o balanço da iniciativa é francamente positivo não só pelo manancial de informação obtida mas também pelo convívio saudável entre alunos e professores. Saliente-se igualmente a experiência enriquecedora e o alargamento dos horizontes culturais dos intervenientes. Aos professores organizadores queremos expressar a nossa enorme gratidão.

 

Alunos dos Cursos Profissionais de Turismo Ambiental e Rural e de Equipamentos Informáticos

quarta, 29 novembro 2017 17:02

     Com o objetivo de consciencializar e alertar para a prevenção do cancro da próstata, contribuindo para quebrar o preconceito, o Projeto UNESCO assinalou o “Dia da Prevenção do Cancro da Próstata”, a partir do dia 17 do corrente, através de uma exposição de imagens alusivas, em tom de azul, uma criação da docente Josefa Reis, as quais continham também a informação sobre esta doença e cuidados preventivos. Esta encontrou-se exposta no átrio da Escola, numa atividade designada “novembro AZUL…um LAÇO que prende a VIDA”.

    Em Portugal, o cancro da próstata é o tipo de cancro mais importante e frequente no homem, superior ao cancro da pele. Vários são os fatores de risco que podem contribuir para este problema de saúde: o avanço da idade, antecedentes familiares neste tipo de doença, a dieta alimentar, pelo que é aconselhável fazer uma avaliação médica regular, ou seja apostar na prevenção.

   Esta iniciativa contou com a colaboração contou com a colaboração da docente de EMRC, Eunice Santos, que dinamizou a angariação de fundos para a Liga Portuguesa Contra o Cancro e da docente de Biologia, Aldina Sobral, que coordenou a elaboração de flyers informativos que foram distribuídos em conjunto com marcadores de livros, na comunidade escolar.

 

A Equipa UNESCO

Dores do Carmo e Josefa Reis

quarta, 29 novembro 2017 16:52

Promovido pela DGE e pela Memoshoá (Associação Memória e Ensino do Holocausto) no ano letivo 2016/17, este concurso constituiu um momento privilegiado para educar para a paz, contra o preconceito, valorizando a diversidade que caracteriza a humanidade, objetivos que vão ao encontro do Projeto Educativo do nosso Agrupamento e do Projeto UNESCO.

Nesse sentido, foi feita a sensibilização de diferentes turmas para participarem na referida iniciativa, sendo que alguns alunos aceitaram o desafio, organizando-se em grupo e explorando em várias áreas disciplinares a temática. Através da sua participação encontrámos materiais diversificados, desde trabalho multimédia, nomeadamente um pequeno filme, livro ilustrado, calendário dos “Justos entre as nações”, trabalho gráfico nomeadamente um cartaz e textos alusivos à temática.

O grupo de participantes, no total de 16 alunos de vários níveis de escolaridade, orientado pelas docentes Dores do Carmo, Josefa Reis e Sónia Mesquita, está de parabéns pelo empenho e criatividade com que tratou o tema. Desta forma, no dia 24 de novembro, pelas 12horas, no auditório da Escola Secundária de Carregal do Sal, o Diretor do Agrupamento, Dr. Hermínio da Cunha Marques, procedeu à entrega dos diplomas de participação no concurso “Contar o Holocausto”, numa cerimónia solene na presença da coordenadora da Escola Básica Aristides de Sousa Mendes, Eunice Santos, das professoras e alunos intervenientes e de alguns Encarregados de Educação, que se juntaram ao evento.

O espírito de regozijo reinou, contagiando os presentes com o orgulho do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal estar envolvido em atividades que nos levam à consciencialização/formação dos valores humanitários e da dignidade humana, perpetuados pelo nosso Humanista Aristides de Sousa Mendes. Ficou, ainda, o repto para a participação noutros desafios similares, porque é fundamental conhecer a realidade histórica e este acontecimento trágico em concreto, para que o mesmo não se repita.

No site da Memoshoá https://www.memoshoa.pt/concurso-contar-o-holocausto encontramos o seguinte texto:

“Balanço e agradecimentos do Concurso "Contar o Holocausto

No âmbito das numerosas atividades educativas que a Memoshoá tem levado a cabo desde a sua fundação há perto de uma década, destaca-se o concurso “Contar o Holocausto” em colaboração com a Direção Geral da Educação (DGE) no ano letivo 2016-2017. Ultrapassando todas as nossas espectativas, participaram no concurso 150 Escolas do Ensino Básico e Secundário de todo o país, continente e ilhas, incluindo uma de Moçambique e outra de França, num total de 743 alunos e 253 professores envolvidos de áreas tão diversas como História (o maior número), Português, Artes, Filosofia, Geografia, Psicologia, Área de Integração, Moral, entre outras.

O número de trabalhos enviados a concurso atingiu os 293, nos mais variados formatos e suportes: banda desenhada, quadros, esculturas, diários, poemas, web site, videojogos, vídeos, peças de teatro, textos de ficção, ensaios …. Composto por Eduardo Marçal Grilo, ex-ministro da Educação, por Isolina Frade em representação da DGE, pela jornalista do Expresso Luciana Leiderfarb,  por Luísa Godinho em representação da Memoshoá e por Maria Manuel Castro, estudante da Faculdade de Letras de Lisboa. O Júri decidiu premiar 4 trabalhos já sinalizados no site da Memoshoá:

1º Prémio contempla a BD Emuná (Fé) da Escola Secundária da Amadora

1ª menção honrosa e  Prémio Especial do Juri, atribuído ao quadro Train numéro 813 da Escola Secundária António Arroio

2ª Menção Honrosa atribuída ao Web site “Holocausto” da Escola EB 2/3 5 José Relvas de Alpiarça

3ª Menção Honrosa atribuída ao poema Vi o teu rosto, Escola Secundária de Oliveira do Bairro

A principal conclusão que podemos tirar deste concurso é o grande interesse revelado por alunos e professores relativamente ao tema proposto. O próprio prémio anunciado - uma viagem ao campo de Auschwitz/Birkenau e não umtablet, um Iphone ou algo do género – reforça essa conclusão. Para a Memoshoá, o entusiasmo demonstrado é fonte de reflexão e simultaneamente de estímulo porque significa que o período histórico abordado, a Segunda Grande Guerra, o nazismo e o Holocausto, não é apenas a pior tragédia que ocorreu no século XX, mas algo que pode ser fonte de ensinamentos para o presente e um alerta para o futuro.”

 

 A Equipa UNESCO

Dores do Carmo e Josefa Reis