Oferta formativa 2017/2018

  • Clique para saber mais...

Webmaster

Webmaster

quarta, 05 julho 2017 09:35

A aluna Ana Rita Andrade, que frequenta o 12º ano na Escola Secundária de Carregal do Sal, sagrou-se campeã nacional de Badminton no escalão de juvenis nos campeonatos nacionais do Desporto Escolar que se realizaram em Lagoa (Algarve) de 28 de junho a 1 de julho. Neste evento desportivo estiveram presentes 1500 alunos / atletas, de todo o país em representação das seis regiões educativas, a saber: Algarve, Alentejo, Centro, Lisboa, Norte e Madeira. Assim sendo reuniram-se durante 4 dias os melhores atletas do país para disputarem os títulos de campeões nacionais nas seguintes modalidades desportivas: andebol, atletismo, badminton, basquetebol, futsal, golfe, patinagem, vela, voleibol e ténis.

Na modalidade de badminton, a competição contou com a variante de singulares, de pares e de equipas bem como a participação de 280 atletas. O nosso agrupamento, em representação do distrito de Viseu e da região centro, teve uma participação irrepreensível e verdadeiramente brilhante, ao conquistar o primeiro título nacional para a escola e para o distrito de Viseu nesta modalidade, através do desempenho exemplar da aluna Ana Rita, ao conquistar o título de campeão nacional.

Para conquistar o tão desejado título, a Ana Rita, inicialmente ganhou os 3 jogos da fase de grupos a atletas representantes do Alentejo, Lisboa e Norte. Passando para os quartos de final e posteriormente para as meias finais, a aluna venceu por 2-0, respectivamente, uma atleta do Algarve e uma atleta da Madeira. A final disputou-se com a atleta Constança Soares, de Lisboa, num jogo bastante equilibrado, emotivo, e de badminton de alta qualidade com a duração de 40 minutos. A vitória, por 2-1 sorriu à nossa atleta que, durante os 30 sets que teve de realizar durante os dois dias de competição (visto que a aluna também representou e jogou pela escola na variante de equipas), mostrou uma excelente capacidade de leitura de jogo, velocidade de reacção e resiliência. De notar ainda que a atleta Ana Rita iniciou a sua jornada no desporto escolar, em 2012, onde conquistou o seu primeiro título regional, com apenas 12 anos.

Também é digno de relevo o soberbo 4º lugar da equipa de juvenis da escola secundária de Carregal do Sal, constituída pelas alunas: Ana Rita Maria Inês Nunes, Diva Pereira e Cristiana Nunes. Esta equipa, após passar em 2º lugar na fase grupos, perdeu nas meias finais com a equipa que viria a ser campeã nacional e posteriormente disputou o encontro para o 3º/4º lugar bastante renhido, onde acabou por ceder perdendo por 3-2 com a equipa do Norte.

Também é importante referir o excelente desempenho dos alunos Guilherme Marques e Bruno Figueiredo da escola básica Aristides Sousa Mendes ao alcançarem um honroso 8º lugar na competição de pares (iniciados). Bem como a aluna Maria Patrícia, da escola básica Aristides Sousa Mendes, que obteve um prestigioso 12º lugar a nível nacional, na competição de singulares (iniciados).

Uma referência também especial para as nossas alunas: Alexandra Marque, Carolina Marques e Constança Lopes, que também tiveram um desempenho exemplar nesta competição, nas tarefas de juízes árbitros, onde demostraram uma excelente capacidade de decisão.

Além dos dois dias intensos de competição, os alunos tiveram ainda vários momentos de convívio com os restantes colegas atletas como o momento célebre de receção aos atletas, realizado na Fatacil, o concerto do artista Valas e a manhã no Slide&Splash. Assim, é de louvar as iniciativas do desporto escolar que, além de incentivarem os alunos à prática desportiva propicionam excelentes momentos de convívio aliando desta forma o desporto ao fairplay.

Para finalizar, é de relembrar novamente que os representantes do agrupamento de Carregal do Sal estão de parabéns pelo seu comportamento exemplar, pelos excelentes resultados desportivos e pela sua vontade de, apesar de ser de um meio pequeno, querer fazer sempre mais e melhor. É gratificante ver o desempenho dos nossos jovens, que nunca desistiram de trabalhar, de sonhar e de triunfar nesta aventura desportiva e educativa.

Obrigado.

O Núcleo de Badminton do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal

quinta, 29 junho 2017 08:43

A data do cinquentenário da morte de Aristides de Sousa Mendes em 2004 foi motivo de várias ações de homenagem que serviram para difundir o caráter Humanitário deste Herói Nacional, transformando-o num exemplo a seguir. O surgimento de novos elementos com o intuito de enriquecer o processo de reabilitação do Cônsul Português é então uma constante.

Precisamente com o desígnio de Reabilitar, no ano 2004, na escola EBI Aristides de Sousa Mendes, através da Comissão Executiva Instaladora, foi solicitado aos docentes de várias áreas disciplinares a sua colaboração para o desenvolvimento de um trabalho visual a ser colocado no exterior da escola, que serviria para prestar Homenagem ao Cônsul Aristides de Sousa Mendes, nas comemorações do cinquentenário da sua morte.

Essa situação e tendo ASM como referência motivou a criação dum conjunto de obras artísticas, únicas, em forma de esculturas e que foram inauguradas na cerimónia de homenagem prestada pela Escola no dia 3 de abril de 2004. Este conjunto de monumentos intitulado "Na EBI (Re)visitar Sousa Mendes" e que posteriormente seria apelidado de “Tributo ASM 2004”, encadeia acontecimentos da vida do Cônsul com o Projeto Educativo da Escola/Agrupamento, apoiado por um documento orientador no intuito de dar a conhecer, expandir e perpetuar a grandiosidade do feito de Aristides de Sousa Mendes.

Contextualizando a iniciativa, fruto de um trabalho conjunto, foi desenvolvido por todos os alunos da EBI nas áreas de Expressões, Educação Plástica e Área de Projeto (1º, 2º e 3º ciclos) no decurso do ano 2003/2004. A edificação das construções esteve a cargo dos alunos da turma de Construção Civil (Despacho Conjunto 279) e orientadas pelo docente titular do curso, Jorge Magalhães, tendo como opção o uso de materiais como o betão, o azulejo, as tesselas vidradas. A escolha de materiais deste tipo deveu-se à sua resistência e durabilidade estética e à necessidade de adequar os mesmos aos espaços exteriores da escola, resistindo desta forma à passagem do tempo. Este tributo foi edificado à volta da escola, criando um percurso constituído por 10 elementos escultóricos, cuja visita era orientada por um guião, fruto de uma compilação de textos pelo docente José Sousa Batista, com tradução para inglês pelo Departamento de Línguas da EBI Aristides de Sousa Mendes. Atualmente, o documento inicial foi substituído, pois foi completado com dados técnicos (autores, medidas, motivação) elementos importantes no registo e catálogo artístico, pois tratam-se de esculturas únicas e singulares, que se tornaram emblemáticas na divulgação, junto de grupos acolhidos no âmbito do projeto UNESCO, em homenagem a Aristides de Sousa Mendes.

Neste sentido, a Escola Básica tem sido palco de acolhimento de vários grupos estrangeiros, assim como nacionais no contexto de intercâmbios culturais e temáticos. Assim, e porque alguns anos passaram, não obstante o cuidado sistemático na manutenção destes elementos pelos assistentes operacionais da Escola Básica Aristides de Sousa Mendes, este ano foi proposto no PAA a recuperação visual do “Tributo ASM 2004”, nomeadamente a pintura.

 Os alunos das turmas do 9ºD e 8ºD, orientados pela docente Josefa Reis, executaram esta tarefa de recuperação, pintando o conjunto dos elementos escultóricos que compõem o “Tributo ASM – 2004”. 

 

Texto e Fotos: Josefa Reis

quinta, 29 junho 2017 08:40

Foi no passado dia 14 de junho de 2017, que se realizou mais uma edição do Festival da Sopa e do Pão na Escola Básica Aristides de Sousa Mendes, de Cabanas de Viriato, uma das escolas do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal. Esta iniciativa conta com uma tradição de 15 anos, este ano, subordinada ao tema “As 4 Estações”- Sustentabilidade. Colaboraram, como é habitual, restaurantes, instituições e padarias no fornecimento das sopas e do pão, e as barraquinhas de professores, alunos e familiares com produtos de confeção caseira.

Esta atividade multidisciplinar teve a sua origem no ano 2002, através das docentes Ana Paula Figueiredo e Margarida Campos, ambas a dinamizar o “Clube de Saúde” na Escola EBI Aristides de Sousa Mendes à época.

Um dos objetivos desta iniciativa, integrada nas Jornadas Culturais do final de ano, era o de incentivar e motivar os alunos para uma alimentação saudável, em que fosse valorizada a SOPA e o PÃO, alimentos que basicamente se encontravam em todas as barracas apresentadas.

Outrora, era feito um concurso para apurar a melhor SOPA e o melhor PÃO, era convidado e constituído um júri de entre as personalidades da Autarquia Local e da Direção da Escola, e que , depois de feita a degustação dos pratos, deliberavam e davam inicio ao evento. Semanas antes, era feita a preparação da atividade que envolvia toda a comunidade escolar e local, eram analisadas as propostas de tema, elaborado e distribuído o material gráfico, as taças eram pintadas à mão e, posteriormente, cozidas na mufla da escola, era feito o convite às instituições,  restaurantes e  padarias. Todos os pormenores da decoração do espaço envolvente eram planificados com tempo. Paralelamente, as atividades artísticas que os alunos preparavam para o dia, teatros, danças, sessões de ginástica, marchas, canções, entre outros, e que orgulhosamente apresentavam ao público, maravilhavam a plateia assistente.

O “Festival da Sopa e do Pão” servia para encontros e reencontros de alunos e professores, que seguiram caminhos para outras paragens, envolvia, fomentava a partilha e a ajuda entre outros valores que nos fazem estar em festa, movendo uma escola inteira.

Esta atividade, que ao longo de 15 anos tem enriquecido o Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal, tornou-se uma tradição, que ano após ano tem visto crescer o número de visitantes, oriundos quer deste concelho, quer dos concelhos vizinhos.

Urge repensar o conceito...A afluência de gente é tanta que em minutos desaparece o que está nas barraquinhas, produtos de confeção caseira que alegram os sentidos dos presentes. Ficamos com a sensação de que todos os pormenores da decoração e do programa cultural, nem foram apreciados…os doces, sumos, batatas fritas, bolos, tartes, tortas, entre outras iguarias, fruto da amável e generosa participação dos pais e de outros patrocinadores, eclipsam e nem SOPA nem PÃO ficam para contar a história. O sucesso, atestado pela venda de mais de 700 tigelas a pessoas que quiseram servir-se das 19 sopas, fornecidas pelos restaurantes, e do pão das padarias que se associaram, e que serão agraciadas com um certificado de participação, deve-se aos precioso apoio dos assistentes operacionais da EB Aristides de Sousa Mendes,  pais, professores  e alunos, e a todos que continuam a acreditar e a agir em prol do outro, promovendo o caráter pedagógico da iniciativa.

                                                                                                             Texto Dores Fernandes e Josefa Reis

                                                                                                             Fotos-Josefa Reis

quinta, 29 junho 2017 08:37

No dia 9 de junho realizou-se, na Escola Básica de Carregal do Sal, a II feira RECriAr-te…do POBRE se faz NOBRE, sob o mote “Do Artesanato ao Prato”, atividade proposta com o objetivo de incentivar a comunidade escolar e local a promover formas de sustentabilidade económica, promovendo produtos na linha do produtor ao consumidor.

Esta iniciativa contou com a colaboração e participação do “Encantu’s artesanais”, stand com artigos de bijuteria, carteiras e bolsas, da Comissão de Finalistas 2017/18 na venda de bifanas e bebidas para angariação de fundos, das professoras Isabel Várzeas e Josefa Reis e do projeto UNESCO, cujos artigos apresentados iam desde os sabonetes e outros artigos naturais da empresa “Amor Luso”, bolos tortos da D. Palmira Pina, de Cabanas de Viriato e Bolos regionais da Padaria Reis (Guarda), estas últimas em resultado das parcerias com o Projeto UNESCO.

  O balanço da atividade é positivo, embora se tenha repetido a pouca afluência da comunidade, os participantes partilharam momentos de sadio convívio e boa disposição, podendo considerar-se que foram atingidos os objetivos propostos, uma vez que todos angariaram receitas, fazendo jus à frase proferida pela artesã Ester Matias “De migalhas também se faz pão”.

Texto: Dores e Josefa Reis

Fotos: Josefa Reis

quarta, 21 junho 2017 10:30
No âmbito da disciplina de Inglês, a turma 6.ºE, da Escola Básica Aristides de Sousa Mendes, dedicou as últimas aulas do ano letivo à criação de histórias em grupo, tendo por base imagens escolhidas aleatoriamente pelos/as alunos/as. Os textos mostraram a capacidade criativa da turma e os trabalhos finais foram expostos no átrio da escola.
 
quarta, 21 junho 2017 10:28

No dia 2 de junho, a artista têxtil Ana Rita Albuquerque veio à Escola Secundária de Carregal do Sal para dar a conhecer, a alguns dos alunos com necessidades educativas especiais, as várias fases do ciclo da lã no seu processo artesanal.

Os alunos ficaram a saber que, após a tosquia das ovelhas, a lã é esgadelhada, lavada e depois de seca é penteada com as cardas, de modo a que as fibras fiquem todas na mesma direção. Seguidamente, a lã é fiada no fuso ou na roda de fiar, para depois, ser dobada em sarilho e, posteriormente, em novelo. A lã, depois de tingida, está pronta para tricotar.

Os alunos puderam observar a artista a exemplificar várias fases de todo este processo, uma vez que se fez acompanhar de lã pura e vários utensílios, tais como: cardas, fuso, roda de fiar e sarilho.

No final, professores, alunos e a assistente operacional, ali presentes, foram desafiados a fiar na roda artesanal, o que foi bastante divertido.

 Os alunos ofereceram à Ana Rita uma pequena ovelha, por eles elaborada, com uma mensagem de agradecimento e esta artista também lhes deixou uma boa quantidade de pura lã, tingida de várias cores.

Esta atividade foi uma experiência bastante enriquecedora para os nossos jovens.

 

Obrigado, Ana Rita!

terça, 20 junho 2017 14:57
terça, 20 junho 2017 13:29

No âmbito da disciplina de Educação Musical e da Musicoterapia, os alunos com Currículo Específico Individual, das turmas 9ºB, 9ºC, 10ºB, 11ºC e 12ºA da Escola Secundária de Carregal do Sal, desenvolveram ao longo do ano letivo o projeto “Bater”. Utilizando como base diferentes músicas, criaram esquemas rítmicos que interpretaram e gravaram com diferentes materiais.

Ao longo do ano procuraram-se músicas, experimentaram-se ritmos e diferentes fontes sonoras… e o resultado foi um vídeo de momentos bons e divertidos onde se fez música e se foi feliz!

segunda, 19 junho 2017 14:09

No âmbito da disciplina de Inglês foram elaborados trabalhos alusivos à história “Madacascar 3 – Europe’s Most Wanted.” Desta feita, foi criado um cartaz e elaborado um diálogo entre personagens. Os trabalhos encontram-se expostos no átrio da Escola Básica Aristides de Sousa Mendes.