Links_top

  •   

      

     
Webmaster

Webmaster

No âmbito do Projeto Piloto “School-Based Case Studies”, em que o Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal é o único estabelecimento de ensino em Portugal a participar, a escola esteve representada na Conferência Internacional eTwinning “Democratic Participation”, que se realizou nos dias 24 a 26 de outubro, em Cannes, França. Perante uma sala cheia, foi apresentado o panorama do desenvolvimento profissional docente em Portugal e no AECS em particular. Foi, igualmente, partilhado o trabalho que está a ser desenvolvido no Agrupamento no âmbito do projeto piloto.

No átrio da Escola Básica Aristides de Sousa Mendes nasceu, no passado dia 24 de outubro, um livro de honra, feito em azulejo e a várias mãos, sem epílogo, pois é uma edição em constante construção.

Esta atividade de desenho e pintura em azulejo, dinamizada desde 2015, sob orientação da docente Josefa Reis, no âmbito do projeto UNESCO, pretende preservar as mensagens que os grupos visitantes à Casa do Passal, a outros lugares de memória e ao “Tributo ASM- 2004" da Escola Básica ASM, registam com base na motivação da história de Aristides de Sousa Mendes, humanista natural de Cabanas de Viriato e considerado “Justo entre as Nações”, pelo Yad Vashem, desde 1967. Neste mural encontramos mensagens de portadores e de descendentes de refugiados que receberam vistos, em 1940 em Bordéus e que nos visitam no contexto da viagem “Journey on the Road to Freedom”, organizada pela Sousa Mendes Foundation, presidida por Olivia Mattis, também ela descendente desses vistos. Assim, descobrimos um numeroso leque de mensagens de gratidão pela vida, como é o caso da participação de Lissy Jarvik, Stephen Rozenfeld, Marianne Rosemberg, descendente de Paul Rosemberg, conceituado galerista francês, Michele Koven, Cookie Fischer, Joan Halperin, entre outros descendentes de beneficiários de vistos, para além do registo de netos e bisnetos de Aristides, e outros entusiastas, que reforçam a importância do trabalho pedagógico da equipa do projeto UNESCO do AECS em prol da divulgação e preservação da memória, na formação e educação dos jovens.

Encontramos também, registos de participantes nos intercâmbios culturais, realizados no âmbito do referido projeto e de preletores da iniciativa "Encontros de autor", conta, ainda, com o contributo da pintura “A vida na tua Mão”, da autoria de Josefa Reis, contextualizada para o efeito, e da participação dos alunos do 9º ano, através da execução de réplicas de azulejo português.

Na supracitada Escola, realizou-se, no referido dia, um workshop sob o nome "SER Consciência", que contou com o envolvimento de todos os alunos, do 1º ao 3º ciclos, acompanhados dos seus professores, os quais abordaram o tema, através do desenho e da escrita criativa sobre azulejo, numa reflexão do ato de Consciência de Aristides de Sousa Mendes, que assinalará 80 anos em junho de 2020.

O ato de consciência de Aristides de Sousa Mendes, referido pelo historiador do Holocausto Yehuda Bauer como “talvez a maior ação de resgate por um único indivíduo durante o Holocausto”, motivou os trabalhos, os quais durante toda a manhã foram gravados para incluir no filme “L’Héritage d’Aristides”, da autoria de Patrick Séraudie, da PYRAMIDE PRODUCTION SARL, em coprodução com a France 3 Nouvelle-Aquitaine, Red Desert (Portugal) e outros parceiros, como o Comité Français Aristides de Sousa Mendes e Canal 180 (Portugal), a estrear em junho de 2020. Os cerca de 80 documentários em coprodução com canais de televisão franceses, nacionais, regionais e locais, alicerçadas por olhares e sensibilidades diferentes em torno dos três temas que formam uma linha editorial: sociedade, história e arte, fazem parte de um espólio fundamental na preservação e difusão da memória cultural. O filme em epígrafe, focado na herança deixada pelo ato de altruísmo de Aristides de Sousa Mendes na comunidade local e escolar, reforça os ensinamentos deixados no âmbito dos Direitos Humanos e da cidadania, com conteúdo recolhido em França, Portugal, Estados Unidos e Jerusalém, numa partilha de exemplo moral da ação contra a intolerância, o racismo e o atentado aos direitos Humanos.

Assim,durante toda a manhã, de forma faseada e ordeira, participaram todos os alunos devidamente autorizados, acompanhados pelos professores, construindo uma obra artísticasurpreendente, onde deixaram mensagens exploradas pelos conceitos verbais com frases que expressam gratidão e reconhecimento e desenhos dos mais naïfs aos mais elaborados, numa harmonia cromática de formas e cor. Os alunos mostraram forte motivação e gosto na participação desta atividade singular, refletindo sobre o “Herói Aristides” como alguns denominam, ao que se acrescentou a filosofia desenvolvida em torno da exploração e promoção de valores e de cidadania. Depois de vidrados e cozidos, estes elementos artísticos, serão acrescentados ao mural já iniciado no átrio da referida escola.

De registar, que para o êxito desta atividade foi fundamental o apoio da Direção do Agrupamento, uma palavra de gratidão na pessoa do Vice-Diretor, Rui Fidalgo, pela sua presença no evento, e como é apanágio da boa hospitalidade beirã, proferindo as boas-vindas ao cineasta e à sua equipa. Um agradecimento aos professores que acolheram a iniciativa, apreço, igualmente, pela preciosa cooperação da Coordenação do Estabelecimento e dos Assistentes Operacionais, assim como aos Pais/Encarregados de Educação. Permitam destacar a dedicação empenhada do Sr. Armando e do Sr. Tozé, na colagem dos azulejos neste painel e demais diligências. Um bem-haja a todos os que colaboraram em mais esta iniciativa, em particular os colegas Reis Pereira e Isabel Várzeas. É esta colaboração que faz da ESCOLA uma organização solidária, de entreajuda e transmissora de valores.

Fica o desafio, a todos os que quiserem colaborar nesta ação de reflexão e Homenagem, de deixar a sua mensagem no mural da Consciência, contribuindo assim para...Um Dever de Memória!

 

Texto: Josefa Reis e Dores Fernandes

Fotos: Josefa Reis

 
No seguimento do Projeto Piloto “School-Based Case Studies”, em que o Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal (AECS) é o único estabelecimento de ensino em Portugal a participar, surge a ação de curta duração (3h) “ Desenvolvimento Profissional Docente: Desafios da Formação Online” como evento disseminador do estudo realizado a nível de escola. Pretende-se analisar o desenvolvimento profissional docente e as potencialidades e desafios da formação online.
quarta, 16 outubro 2019 10:34

Dia Europeu do desporto na escola

 

O Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal comemorou no passado dia 27 de setembro o Dia Europeu de Desporto na Escola. A data foi assinalada com a realização de um torneio de badminton na Escola Básica, uma aula de zumba na Escola Secundária e uma caminhada na Escola Aristides de Sousa Mendes. A caminhada contou com a participação de 171 alunos do 1º ao 9º ano de escolaridade, envolvendo ainda pais, professores e auxiliares, que percorreram a vila de Cabanas de Viriato, passando pelo Aido, Cristo Rei, Casa do Passal, Eiras e as Caneiras.

Fica aqui uma palavra de apreço a todos os que se envolveram nesta iniciativa e um agradecimento à equipa do Projeto Unesco, que, ao associar-se numa vertente histórica e cultural, acrescentou esta atividade de forma positiva.

Be Active!

No passado dia 10 de outubro, da parte da manhã, os alunos de 11º ano do nosso Agrupamento, cerca de cinquenta e cinco alunos, acompanhados pelos professores de Educação Física (Abílio Andrade), História A (Dores Fernandes), Biologia/Geologia (Ana Paula Ferreira), Matemática (Cristina Sousa), João Xavier (Psicologia) e Educação Inclusiva (Sílvia Alves), tiveram uma verdadeira aula de campo, numa caminhada através do circuito da Cova da Moira. Este roteiro é constituído por sepulturas rupestres, testemunhos de práticas funerárias da Idade Média, com mais de mil anos, alguns destes túmulos de caráter antropomórfico. Tiveram oportunidade, também, de ver algumas alminhas, de simbologia religiosa do séc. XVIII e o Penedo da Cova da Moira, com gravuras rupestres do Período do Bronze, o qual deu o nome a este percurso patrimonial e de memória histórica. Esta visita pretendeu, assim, sensibilizar para a preservação desta memória do passado e proporcionar uma manhã de fruição da beleza da paisagem envolvente.

Foram objetivos principais desta iniciativa: promover o respeito e a dignidade das pessoas com depressão e outras doenças do foro mental; contribuir para a aceitação das diferenças; desenvolver as competências pessoais e interpessoais e um estilo de vida saudável.

Além do contacto com a memória coletiva local, a atividade, organizada no âmbito do Projeto UNESCO e da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, pretendia, à semelhança de anos anteriores, assinalar o Dia Mundial da Saúde Mental, em colaboração com os Diretores das Turmas de 11º ano.

 Contou, por isso, com a intervenção da Enfermeira Joana Carvalho, da Unidade de Cuidados na Comunidade Aristides de Sousa Mendes. Assim, a convidada, que também participou nesta caminhada, foi interagindo com o grupo no sentido de informar/sensibilizar para a problemática das doenças do foro mental e alertar para os sintomas, apelando para a pertinência da adoção de um estilo de vida saudável, por parte desta franja da sociedade e informando sobre a necessidade de procurar ajuda aos primeiros sinais de depressão.

 Ao terminar a caminhada, o grupo estava visivelmente cansado, mas entusiasmado e feliz, propondo que se replicassem atividades deste género no próximo ano letivo, o que leva a concluir que esta foi uma iniciativa bem-sucedida.

Uma palavra de gratidão à Enfermeira Joana, pela disponibilidade e trabalho dedicado, aos alunos do Curso Técnico Profissional de Desporto pelo apoio logístico, aos colegas envolvidos pelo empenho na dinamização e, ainda, à Direção do Agrupamento pelo valioso apoio e generosa oferta de água e maçãs para os participantes.

 

Dores do Carmo Fernandes

sexta, 04 outubro 2019 13:39

A propósito do Dia Mundial do Animal …

No dia 4 de outubro comemora-se o Dia Mundial do Animal. Esta data foi escolhida, pelo facto de ser o dia de São Francisco de Assis, padroeiro dos animais. Em jeito de reflexão sobre a importância de crianças/adolescentes possuírem animais de companhia, decidi partilhar com toda a Comunidade Escolar, dois artigos que li “ on-line” (da “affinity – pet care” e “ekonomista”) referente a este assunto.

            “ As crianças precisam de animais de estimação”, este é o título que acaba de ser publicado pela Fundação Affinity em parceria com a Plataforma Editorial. O autor, Dieter Krowatschek, está convencido de que um animal de estimação pode ser o melhor aliado dos pais e educadores, no sentido de garantir que as crianças e adolescentes aprendem a interagir melhor com os outros. Este autor, psicólogo infantil e escolar em Marburgo (Alemanha), quis partilhar as conclusões a que chegou sobre o importante papel que os animais de estimação podem ter no desenvolvimento das crianças. Estas e os animais partilham muitas coisas – a sua simplicidade, vontade de brincar, necessidade de se sentirem protegidos, amor incondicional, entre outras e isso faz com que criem facilmente fortes laços afetivos. O autor considera ainda surpreendente a capacidade que os animais de estimação têm de compreender as crianças e perceber os seus estados emocionais. Por essa razão, as crianças e os animais de estimação acabam por se tornar melhores amigos. Os animais ajudam a desenvolver a responsabilidade e autonomia e comportam-se de uma forma equilibrada, sensível, alegre, atenciosa e carinhosa.

            Mas, cuidar de um animal é, de facto, assumir uma série de compromissos e responsabilidades (alimentação, desparasitação, vacinação) e convém não esquecer que é para toda a vida.

            Fiéis e companheiros, cães e gatos que se relacionam com crianças podem oferecer-lhe muitos benefícios no que diz respeito ao desenvolvimento de aspetos emocionais esociais. Também a saúde das crianças sai beneficiada. A Ciência mostra que o contacto com animais de estimação fortalece o sistema imunitário dos mais pequeninos (quanto mais cedo tiver início esta relação, menores vão ser as possibilidades de a criança desenvolver algumas alergias).

            Algumas escolas do nosso país já apresentam projetos educativos, no sentido de sensibilizar/educar os alunos para a importância de ter um animal de estimação e cuidar do seu bem-estar. Com estes projetos pretende-se contribuir para uma mudança de mentalidades desde a infância, para uma adequada e sã convivência com os animais de companhia. “Há que educar uma geração para que aja com base no respeito e cidadania, porque se construirmos um mundo melhor para os animais estamos também a fazer um mundo melhor para todos nós”.

 

Aldina Sobral

PROCEDIMENTO CONCURSAL COMUM DE RECRUTAMENTO PARA O PREENCHIMENTO DE 

UM POSTO DE TRABALHO EM REGIME DE CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS 

POR TEMPO INDETERMINADO PARA CARREIRA E CATEGORIA DE ASSISTENTE OPERACIONAL
 

Aviso n.º 6953/2019, de 18 de abril


 

RESULTADOS DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA

 

FORMULÁRIO (audiência de interessados)