Oferta formativa 2018/2019

  • Clique para saber mais...

  • Clique para saber mais...

CAMINHO DA CONSCIÊNCIA E DA FRONTEIRA DA PAZ

     O dia 3 de março encheu o nosso coração. Numa parceria entre o Projeto UNESCO Dever de Memória e o Projeto Comboio da Memória, este último coordenado pela colega Isabel Vicente, do Agrupamento de Escolas de Pombal, acolhemos um grupo de 55 pessoas, adultos (professores e pais) e jovens estudantes de Pombal, na Casa do Passal, em Cabanas de Viriato, onde nos esperava, como anfitrião, o neto de Aristides de Sousa Mendes, Dr. António Moncada Sousa Mendes, autor do livro Aristides de Sousa Mendes – memórias de um neto, recentemente publicado, e o Dr. Luís Fidalgo, representante da Fundação Aristides de Sousa Mendes.
     O Dr. Fidalgo dirigiu ao grupo simpáticas palavras de boas-vindas a esta vila, destacando a riqueza patrimonial e cultural do concelho, particularizando a Casa e a memória daquele que, na sua opinião, é um VALOR inestimável, do concelho, do país e do mundo, pela sua coragem e ato altruísta. As palavras de quem guarda alguma memória, ainda que ténue, mas muito informada, de Aristides de Sousa Mendes e daquela casa – o seu neto - foram transmitidas com simplicidade e emoção, o que deslumbrou o grupo. 
Após a visita à Casa, o grupo realizou a caminhada até ao cemitério, onde colocou, no jazigo da família do Cônsul, um arranjo de flores brancas, simbolicamente em representação da paz, tendo também guardado um minuto de silêncio em homenagem ao diplomata.
    Seguiu-se a viagem, com paragem no Restaurante Sanzala, na cidade da Guarda, para degustar a saborosa gastronomia tradicional. Na vila de Vilar Formoso, o grupo visitou o Pólo Museológico Fronteira da Paz. Este núcleo, recentemente inaugurado, é um Memorial aos Refugiados e ao “Justo entre as Nações” Aristides de Sousa Mendes, pela sua ação de salvamento de milhares de refugiados aquando da 2ª guerra mundial. Neste espaço, o grupo percorreu com enorme interesse os diferentes núcleos da exposição e constatou que é imperioso preservar a memória e lutar por valores fundamentais do ser humano, seguindo o exemplo de Aristides Sousa Mendes.
      O balanço desta atividade é muito positivo, demonstrando que quando se junta sinergia à dedicação e ao amor à causa, o resultado é o sucesso. No final, sonhámos com outras “viagens de memória”. Uma palavra de gratidão à colega Isabel Vicente, pela iniciativa e aos convidados Dr. Moncada Sousa Mendes e Dr. Fidalgo. 
 
 
Dores Fernandes e Josefa Reis
Fotos :Josefa Reis

 

Ler 281 vezes
quarta, 21 março 2018 09:50 In Notícias AECS