Oferta formativa 2017/2018

  • Clique para saber mais...

Caminhada “Pela Saúde Mental” através do Circuito Cova da Moira

No dia 10 de outubro os alunos da turma C do 12º ano, dos Cursos Profissionais de Técnico de Equipamentos Informáticos e de Turismo Ambiental e Rural, do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal, participaram numa caminhada pelo Percurso da Cova da Moira, promovida no âmbito do Projeto UNESCO “Dever de Memória”, para assinalar o Dia Mundial da Saúde Mental, em colaboração com as docentes das disciplinas de História da Cultura e das Artes e de Inglês. Foram, ainda, distribuídos folhetos sobre várias doenças do foro mental na Escola Secundária.

Este dia visa chamar a atenção pública para a questão da saúde mental e identificá-la como uma causa comum a todos os povos, ultrapassando barreiras nacionais, culturais, políticos ou socioeconómicas, assim como combater o preconceito e o estigma à volta da saúde psicológica.

Eram objetivos desta ação: sensibilizar para as patologias do foro mental; fomentar estilos de vida saudável e valorizar o Património Natural, Ambiental e Histórico Local. Esta atividade contou com o contributo da Enfermeira Joana Carvalho, da Unidade de Cuidados na Comunidade Aristides de Sousa Mendes, que proferiu, in loco, uma motivadora palestra sobre doenças mentais e estilos de vida saudável, no sentido de combater os estereótipos e como forma de prevenção, a quem agradecemos a pronta e simpática colaboração. A intervenção sobre o património – Igreja Matriz de Currelos, Pelourinho, antiga Câmara e sepulturas escavadas na rocha – ficou a cargo das alunas do Curso de Turismo, o que lhes possibilitou uma experiência próxima da realidade do mundo do trabalho. Ainda houve tempo para observar uma nora, engenho, de influência árabe, que servia para tirar água de um poço, o pinheiro centenário e para um saudável e animado convívio.

O balanço da atividade pode considerar-se muito positivo, tendo sido alcançados os objetivos propostos. Ficou o apelo para que estes jovens sejam resilientes face às adversidades, pratiquem estilos de vida saudáveis e respeitem as pessoas com doenças mentais. De registar, também, a sensibilização para a assunção de atitudes de respeito pelo património natural e histórico que é de todos.

 

P’la Equipa UNESCO

Dores Fernandes

Fotos: Fátima e Mariana Lopes

Ler 140 vezes
quinta, 12 outubro 2017 09:55 In Notícias AECS