Oferta formativa 2018/2019

  • Clique para saber mais...

  • Clique para saber mais...

Ação de sensibilização “Agir contra as dependências”

 

No dia 11 de janeiro, o Núcleo da Escola Segura do Destacamento da GNR de Santa Comba Dão deslocou-se à Escola Secundária de Carregal do Sal para levar a cabo a sessão de sensibilização subordinada ao tema “Agir contra as dependências”. O público-alvo desta sessão foram os alunos com currículo específico individual que se mantiveram atentos e bastante interessados pelo tema apresentado pelo cabo Ricardo Sousa. Depois de ter sido bem explicado o significado da palavra “dependências”, os alunos foram alertados para os riscos e perigos das dependências dos telemóveis, jogos e, essencialmente, das redes sociais. Foi-lhes recomendado que não comuniquem com pessoas estranhas, que tenham cuidado com a criação do perfil nas redes sociais (não devem colocar a foto, a idade, a escola que frequentam, a morada, etc.). A password não deve ter, por exemplo, as iniciais do nome ou a data do nascimento, mas deve ser difícil de descobrir por outra pessoa. Isto porque, “Nada é seguro na Internet” referiu o cabo Ricardo Sousa. As conversas e o namoro via Skipe também representam perigo, devido às imagens que ficam gravadas. Seguidamente, foram retratados os malefícios das substâncias psicoativas. Os alunos foram informados de que o tabaco, o café e o álcool são substâncias legais que causam alteração do comportamento. Só a partir dos 18 anos de idade é que se pode comprar bebidas alcoólicas e tabaco. Posteriormente, falou-se dos malefícios das drogas ilícitas e do risco de dependência a partir do momento em que se experimentam. Os alunos ficaram a saber que “Não é legal fumar “ganzas”; (…) é crime quando alguém incita outra a “fumar” drogas; o abandono de seringas é crime, pois pode haver o risco de contágio de doenças infetocontagiosas.”

Por fim, em jeito de brincadeira, o cabo Ricardo Sousa desafiou os alunos a “soprarem ao balão”, o que foi bastante engraçado e, como era de esperar, não houve “multas”!

 

Carregal do Sal, 17 de janeiro de 2017

O Departamento de Educação Especial

Ler 1723 vezes
quarta, 18 janeiro 2017 10:10 In Educação especial