Links_top

  •   

      

     
segunda, 06 julho 2015 10:10

PASSEIO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CARREGAL DO SAL A ALCOBAÇA

No dia 3 de julho realizou-se o passeio de professores e suas famílias do nosso Agrupamento. Este organizado pelo grupo de Português, com o apoio da Direção e da Câmara, é mais uma viagem que fica nos anais da história da Escola e na memória dos seus participantes.
 A partida, bem cedo, era já promissora da boa disposição e saudável confraternização que reinaram todo o dia.
A vereadora da Câmara de Alcobaça, a nossa simpática anfitriã, aguardava-nos na entrada da cidade e conduziu-nos ao Jardim do Amor, recentemente inaugurado, nos jardins da Biblioteca Municipal, onde nos esperava o apaixonado casal Inês e Pedro, numa adequada recriação histórica, uma Ginja e doçaria conventual da região, servidas na antiga central hidroeléctrica na confluência dos rios Alcoa e Baça.
Na visita ao Mosteiro de Alcobaça, classificado Património da Humanidade, o grupo foi recebido pela Diretora, a qual fez uma breve resenha, contextualizando o complexo monástico e evidenciano a sua importância e dimensão no mundo cisterciense da época, registando a sua construção à imagem da Abadia de Claraval. O interesse continuou ao longo da motivadora e entusiástica visita, guiada pela Técnica Dra. Ana Margarida Marinho, não fosse o grupo constituído por curiosos e interessados visitantes… 
No Parque dos Monges – um espaço ambiental e cultural de recriação do tempo dos Monges de Cister - o grupo desfrutou de um saboroso almoço e, guiados pelo seu Diretor, teve oportunidade de conhecer os diferentes espaços e atividades.
A visita ao Mosteiro de Coz (de religiosas) constituiu outro momento enriquecedor, pela beleza do seu altar barroco, azulejaria do séc. XVII, imponente cadeiral e dimensão da Igreja de Santa Maria, única estrutura subsistente do conjunto, visto que o restante se encontra em ruínas e a aguardar intervenção. 
A terminar o longo programa, ainda a visita ao Museu do Vinho, que se revelou muito interessante pelo espólio vitivinícola, resultado do empreendedorismo do seu mentor, José Raposo de Magalhães, enriquecido pelo colecionista Eng. Paixão Marques, que vai desde a enologia, a etnologia, a tecnologia tradicional, a arqueologia industrial, à arte gráfica e faianças.
Uma visita memorável pela hospitalidade das gentes de Alcobaça, pela beleza do seu Património Arquitetónico e Paisagístico, que fazem jus à frase: “Quem passa por Alcobaça não passa sem lá voltar”,  mas também pelo convívio entre colegas que estas iniciativas proporcionam, fora das rotinas profissionais.
 
Dores do Carmo Fernandes
Ler 1469 vezes